Fênix

Grupo: 509-E
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento.
Você se divertia enquanto eu amargava
O gosto do fel, da dor, da raiva
Passei dificuldade até umas horas e você
Cadê, sumiu foi pro outro rolê
De segunda a segunda diversão de montão
Ô, e o Dexter mano?
Haha, tá na prisão.
Amigo né, sei, hã, to ligado
Falar é fácil, já diz o ditado
Você nem ao menos ligo pra minha esposa pra saber
Se tava bem ou se tava pra morrer
Agora vem dizer que gosta de mim
Que torce por mim, que ora por mim
É o fim, aqui ninguem é bobo doidão
Não precisa se preocupar, to legal, to firmão
Bem ou mal, coisa e tal, sobrevivi
Como um fênix, renasci
Sou guerreiro de fé e por deus abençoado
Lutei bravamente, fui coroado
Bem aventurado é aquele que crê
Na força divina, no seu poder
Na fé na vitória tem que inabalável
E a fé do preto aqui é incontestável
Quantas vezes em meses chorei
Lágrimas de solidão, derramei
Pensei em desistir, não
Prosseguir, parar
Mas não, Deus me deu força pra continuar
O sofrimento também é escola
Glória ao pai, pela vitória.
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento.
Seis meses em Bernardis me fez entender
O pior cego é o que não quer ver
Mas eu vi, e percebi, descobri quem é quem
Hoje eu sei quem chego quando precisei
Tive que assassinar um leão por dia
Tive que sorrir sem sentir alegria
Para esconder a tristeza, parceiro
Nem todo preso é um confidente verdadeiro
Ninguem carrega emblema
Dizendo que é esquema
Nessas horas cada um com seus problemas
Durante um certo tempo me tornei um cara amargo
Né... decepção ao extremo, causa um estrago
Mas o tempo passa, e ele é professor
Te ensina a ignorar o rancor
Demorô, já é, eu to na correria
Deus que me guia, no dia-a-dia com sabedoria
Quem diria, o anjo renasceu, você pagou pra ver
Apostou e perdeu
Minha estrela, só deus tem o poder de apagar
E mais, o brilho é natural e eficaz
Te faz amaldiçoar e praguejar
Pois é no meu lugar, que você queria estar
Sem chance, revanche é fora de cogitação
Você falhou, então, promessas em vão e
Eu na condição desfavorável, sofri
Mas valeu, isso me fortaleceu, renasci, aí
O sofrimento tambem é uma escola
Glória ao pai, pela vitória.
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento.
De vez em quando, lembrando, eu me pego pensando
O quanto foi difícil e, fico analisando
Só Deus, somente Deus pra te fortalecer
Te guiar, te orientar, te fazer vencer
Ver e crer que ter fé é necessário
E você, ateu, me prove o contrário
Me lembro de umas carta da Patrícia me falando
Amor, o vencimento do aluguel tá chegando
E dessa vez minha mãe não tá podendo ajudar
Ela tambem tem as contas dela pra pagar
To muito preocupado, já não sei o que fazer
Tem hora que parece que vou enlouquecer
Quer saber, já não tenho mais dinheiro pra nada
Esse mês não paguei a luz, nem a água
Só deus pra saber quando vo te visitar
Vo vê aquele trampo mas tenho que aguardar
Vê só
Eu to correndo tá, fica sossegada
Deus é maior e tá do nosso lado
A gente vai conseguir, você vai ver
Olha, não esquece, eu amo você
Receber as más notícias me deixava triste
Mas um combatente não se entrega, resiste
Orei, alimentei a fé e a esperança
Sabia que um dia viria a bonança
Se não há bem que dure pra sempre, parceiro
O mal se ajoelha diante de um bom guerreiro
O sofrimento também é uma escola
Glória ao pai, pela vitória.
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria
A fúria negra ressucita outra vez,
Dexter na fúria, dexter na fúria chegando pro arrebento.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

509-E





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form