Cinderela

Grupo: Ao Cubo
Álbum: Entre o Desespero e a Esperança
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Já fui formosa, já fui donzela, monumento de perfeição que revela Charme de suprema doçura, a mais bela, brilho de estrela vulgo Cinderela Já tiveram inveja da flor da minha idade, o mel da formosura, que adoçava minha imagem Por isso já abusaram da minha boa vontade, respeito, bondade, virtude e coragem

Tive a infelicidade de nunca ter pai, não sei como são, mas sei que muitos deles traem Esse é um dos poderes que eles tem e se apropriam, divorciam sua cria e vão fazer outra família Sacrilégio, já tive tédio, já sofri assédio, será eles enganam elas e não tem remédio Mas eu nasci menina com sonhos, fantasias, um galanteador príncipe encantado é o que eu queria

Debutante, vestido deslumbrante de cetim, carruagem, paisagem, perfumada de alecrim Festa no jardim, champanhe Tim-tim, e a valsa sem pausa, só eu e o príncipe enfim Quem nunca tentou ser feliz, e se entregou, assim como eu fiz Sem medo, sem segredo. Eu te amo meu amor, juntos pelo mundo, aconteça o que for

Felizes para sempre até a chegada da cegonha, fui abandonada com barriga que vergonha Mais uma mãe usada, separada é meu fardo, carreira mãe solteira, mais um filho bastardo É quando um sonho de princesa vai chegando ao fim As vezes nossa alma fica num estado, fica pequena e arde, coração apertado

------------REFRÃO----------------
Toda princesa um dia, vai se tornar rainha, mas O tempo passa, o sonho acaba, só não pode olhar pra traz

Que mundo em, em um segundo,me confundo com a dama e o vagabundo é sempre assim o fim do quadro É quando o sapato vai ficando apertado, e o vestido pega dos lados, é o fim do sonho encantado De princesa pra rainha, de beleza adivinha, se não é a experiência e a inteligência que fica Sabedoria rica, por favor me explica, o que o ataque da corrosão do tempo não danifica

Aparentemente a mente nem se cogita, mas o corpo fica gordo, em troca da filha bonita Nessa altura a vida fica dura e muito mais sofrida e isso multiplica quando não tem pai pras suas filhas Que educa na luta mesmo com jornada dupla, na raça abraça tanta desgraça que acostuma Solteiras, separadas, traídas, viúvas, mães que derramam suor como a chuva

------------REFRÃO----------------
Toda princesa um dia, vai se tornar rainha, mas O tempo passa, o sonho acaba, só não pode olhar pra traz

Eu já vi, diversas mulheres da vida sofrida jogada no canto, sozinha com sua filha recém nascida envolvida num manto E o pranto, resultado de uma decepção, e a alma partida, pela separação grita por uma solução O que será, sem profissão, e ainda sem pensão de quem sumiu

ninguém viu, acho que fugiu, deixou sua família com frio Mas não tremeu, agasalhou o seu bebe, foi a luta até vencer, É quando o sonho de princesa vai chegando ao fim Quem nunca ouviu algo assim, diz pra mim, a história de uma moça que vivia assim

------------REFRÃO----------------
Toda princesa um dia, vai se tornar rainha, mas O tempo passa, o sonho acaba, só não pode olhar pra traz

Você vai vencer, se Deus quiser Esse é o pensamento de uma mulher





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Ao Cubo





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form