Tá de Toca?

Grupo: Artigo
Álbum: Libertação
Não há video para essa música



Artigo

1ª Parte:

Onde foi parar a inocente risada?
Hoje pessoas brigam por tudo, discutem por nada,
Nem alho, óleo e uma selva de arrudas,
Consegue me livrar da proliferação dos Judas,

Que chega, fala o que dá na telha,
Mente pequena, boca grande, bem maior que a orelha,
Escute mais antes de pagar de chefe,
Pois quando a vida truca, ele nunca dá blefe,

Tem lobo em pele de cordeiro, tem,
Inimigo em pele de parceiro, tem também,
Inveja, fofoca, intriga, briga, inimiga,
E só pra evitar fadiga eles não fazem o bem, (liga?)

O olho é o gordo e a inveja é a magra,
Não tem acordo, se a proposta é amarga,
Testa sua paciência, no teste de convivência,
Só pra ver a sua decadência, flagra?

Tomam contam da vida e só me contam piadas,
Com eles não conto, pagar minhas contas ninguém paga,
Atravessa com sua conversa fiada,
Que pra vida dele dá certo, a minha tem que dá errada,

Mas é difícil entender,
Que o mundo gira, mas não gira sempre só em torno de você,
Você é egoísta e não aceita numa boa,
Que é noite pra você e dia pra outra pessoa.

Refrão:

Zóio gordo é mato no baguio né?
Cresce os zóio nos seus artigo, nos amigo, na sua muié,
Diz vai na fé, na segunda intenção,
Tá de toca? Peixe morre pela boca vacilão!!!

Rashid

2ª Parte:

Discípulo das ruas feito NAS, pelas almas,
Que se encontram cumprindo penas, temas,
Como esse causam briga,
Porque fofoqueiros têm a alma doce e acordam com a boca cheia de formiga,

Sem liga nas ideia, se liga na ideia (tio),
Pra falador eu deixo uma onomatopeia (shhhhiu),
Nóis tamo a mil aliado,
E sua língua grande é uma âncora que te mantém parado,

No cais, com ideias a mais,
Diferentes locais e o mesmo gosto de falar mais de quem faz,
Então tenta vender seus conselhos,
Tem o olho tão grande que fica doente quando se olha no espelho,

Ai, desses tem vários na cidade,
Mas trabalhador de um escudo chamado dignidade,
Que pra viver tem que plantar o bem,
Porque o segredo aqui é FOCO, FORÇA E FÉ, mas não conta pra ninguém.

Refrão:

Zóio gordo é mato no baguio né?
Cresce os zóio nos seus artigo, nos amigo, na sua muié,
Diz vai na fé, na segunda intenção,
Tá de toca? Peixe morre pela boca vacilão!!!

Tirolez:

3ª Parte:

Pisando em território inimigo, protegido,
Mil vão cair ao meu lado e eu não serei atingido,
Que eu, tô ungido contra o seca pimenteira jão,
Minha Fé tem Força e Foca as pragas dessa plantação,

Uso corrente de alho contra os vampiros,
Que sugam desde o meu sangue até o ar que eu respiro,
E eu sugiro que seis mudem não tem,
Mais como fingir que sua visão vai além,

Do alcance, com poderes fantásticos,
Secando oásis murchando flores de plásticos,
Drástico na terra sem fé,
Ocioso não alcança a meta braço curto igual de jacaré,

Dezesseis toneladas de má intenção,
Ajoelha pede ajuda e conquista a libertação,
DNA de Vagabundo no sigilo,
Se o estilo é livre, então me livre dos seus estilo.
Refrão:

Zóio gordo é mato no baguio né?
Cresce os zóio nos seus artigo, nos amigo, na sua muié,
Diz vai na fé, na segunda intenção,
Tá de toca? Peixe morre pela boca vacilão!!!

Vacilão!!!
(Artigo / Rashid / Tirolez / TH)





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir

Veja mais letras e videos de

Artigo





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form