Círculo Vicioso

Grupo: Câmbio Negro
Álbum: Câmbio Negro
Ouça o som:   tocar tocar tocar



E aí veí! Chega aí, o papo aqui é diferente
Estão fazendo sua cabeça, assuma sua mente
Você é ludibriado pelo que vê e ouve
Bote fé, vou te provar que é só pressão e pose
Finalmente entrou pro time dos que tanto gosta
Conseguiu o que queria: agora é mais um bosta
Apronta, faz e acontece, quem vacila dança
Ontem um cara de paz e hoje diz que é "gangsta"
Diz que não abre pra ninguém, faz o que quiser
Que tem mais vida que gato e se cair cai de pé
Que pra ter qualquer mulher basta estalar os dedos
Não sabe o que significa a palavra "medo"
Vários chegados e parceiros, mas em nenhum confia
Sem o respeito dos filhos, carinho da família
Se diz o rei da malandragem, dono do seu nariz
Deus sabe o que faz e a gente não sabe o que diz
Aonde estão suas mansões, seus carros importados?
Seus milhões na Suíça, seus vários empregados?
Só uma canela seca enferrujado, pouca munição
Barraco alugado, vira-latas no portão
Altos panos de marca, tênis importado, jaqueta de couro
Dinheiro no bolso, relógio roubado
Com o pouco que tem você se sente bem:
Somente a quarta série, ao mesmo tempo bandido e refém
Realizando várias vezes atos insanos
Marginal arquitetando seus planos
Ganância e inveja premeditam seu fim
O ódio cresce e o inferno vive dentro de ti
O demônio o procura e tenta confundir a sua mente
Vários rostos, várias vozes, formas diferentes
Ele quer mais um aliado, mais um serviçal
Rendeu-se, entregou-se, és um mau
Mal visto, mal quisto, mal informado
Maldito, mal amado, mal educado, mal alimentado
Às vezes sonha acordado que não é tarde demais
Pede a Deus que o perdoe pelos que jogou pra trás
"Fazei de mim um instrumento de tua paz"
Como pode pensar em Deus e falar de paz,
Se influenciou, influenciou mal demais?
Vários moleques agora querem ser como você
Bote fé, pode crer, não sabem ler e escrever
Mas dizem estar preparados pra matar ou morrer
E esses mesmos a quem manipula vão se revoltar
Deus tenha piedade quando a verdade aflorar
Quando virem você na boa e eles na pior
Você de carro e celular se achando o maior
O dono da bola, rei da cocada preta
E os pupilos em cana, na mira de uma escopeta
Ou ainda, irremediavelmente viciados
Aí então, segura a onda irmão
É hora de pinar pra não ser jogado
Ainda não se tocou que o jogo é perigoso
Que é impossível ficar sempre sempre no topo
Por mais foda que seja, um dia não agüenta
Nessa sua profissão ninguém se aposenta
Assim como você entrou, vários vão querer entrar
E o caminho mais rápido pra fama é te matar
Seguindo os seus passos, seguindo sua trilha
Pra atingir você, talvez matem sua família
Aqui é papo de rocha, não tô rogando praga
Mas o que aqui se faz é aqui que se paga
A mente voltada pro bem o tornará poderoso
Dando forças pra sair do círculo vicioso





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Câmbio Negro





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form