Revoltado

Grupo: Código Fatal
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Revoltado eu fico, indignado estou / Já estou por aqui morou
Essa raça do caralho, cambada de palhaço / começa da policia e já sabe onde termina
Você tá ligado que a realidade é foda / Realidade está aí, está foda de conviver sim
é melhor para antes que venha me censurar / liberdade de expressão não existe não
Dignidade nunca teve e nunca vai Ter / Para eles preto pobre tem mais que se fuder
Eu preto sou descriminado na maior cara de pau / para elite sou considerado marginal
mais você sim é um pânico a população / rouba que rouba na cara dura mas não precisa falar
por aqui já tá queimado cara / Eu ligo a TV e vejo você falando merda em cima de merda
Pó na televisão / já não aparece um preto meu irmão / já estou até cansado, Revoltado
Preto só é falado quando rouba ou mata /só assim para aparecer na televisão, radio jornais
nada mais que a policia na bota / com medo apavorado em qualquer quebrada
eu posso ser exterminado / já era , já era um abraço
com 1, 2, 3 bala no peito / lá se foi um preto, lá se foi um irmão
não foi nem 1, nem 2, 3 / nessa pule morreu foi mais de cem
Você faz o esquema, da bote, rouba o que pode / é o que mais me fode
ver você prometer é a mesma coisa de dizer / volte em mim roubarei sim
isso se chama corrupção / o ano todo roubando na cara dura é que me deixa revoltado
O gira o mundo o mundo gira e o tempo passa e a hora passa
e a Periferia há de mudar vamos nos unir se ajudar
Revoltado eu fico, indignado estou / minha paciência já se esgotou
Desesperado gritou de frio de fome / foram condenados a miséria e a fome
E você o que fez nada fez por eles, esqueceram eles
Eu peço pra você um pouco de atenção / pra que eu possa dizer o que acontece então
Não estou aqui pra definir você ou aquele dalí / Tão pouco me lamento
Só estou lembrando que o tempo está passando pra ele pra mim
O que estamos esperando / ando pensando na vida sabendo que a morte é certa ser descoberta
Aperte o cinto e sinto uma ferida sendo esmagada / doida sentida nada cicatrizada
Meu pranto, eu canto porque não sou nenhum Santo tanto quanto o Senhor
Que ilumine nosso povo e mostre todo nosso valor
O gira o mundo o mundo gira e o tempo passa e a hora passa
e a Periferia há de mudar vamos nos unir se ajudar
Eu já me sinto muito bem / você curte Rap também então vem
O Rap Nacional está chegando / todo mundo viu e ouviu
Vários problemas estou ligado isso é real / é original, Rap Nacional, Código fatal
Se liga aí sangue bom / verdadeiro o que curte o som de favela, classe pobre e da periferia





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Código Fatal





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form