Lá Pa Lapa

Grupo: ConeCrewDiretoria
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



[RanyMoney]
Então fechou, demorou, é a Cone no S20.
O bonde é pesadão, no busão, são mais de vinte.
Minha mãe põe no repeat: moleque, tu é um sem limite.
Porque esses zoin vermelho eu sei que não é conjutivite.
A ginga é brasileira e a sagacidade, urbana.
O bolso agora enchendo e a mente também, só que é cana.
Não vou rodar pros cana, bando de pilantra.
Pra quem quer só minha grana: passa na outra semana.
Não dá pra achar o Wally.
Depois de dar uns gole.
Não é assim tão mole.
Varar a escada de ollie.
Tem vagabundo quebrando shape, skate.
Fumado de base e os louco na nóia do golenblazecrazy.
Tem os verme de Blazer e as gringa do State.
Tem malandro Doubleface e o CD pesadão no case.
Slim Shady? É óbvio.
Se eu quero as Lady? É lógico.
Vou ser um Xeique Lock.
No bolso cheidi tóxico.
Hoje eu não quero ir pra casa, prefiro ficar na Lapa.
Junto com os meus parceiro então bebendo cachaça.
Hoje eu não quero ir pra casa, prefiro ficar na Lapa.
Junto com os meus parceiro então fazendo fumaça.
[McCert]
Procuro uma base escondida, a cada poesia se cria harmonia.
Alternativa e minha vida se ativa, viva, Cannabis Sativa.
O MC que transpira sua rima e a mina que demonstra sua ginga.
Ilusionista trazendo seu prisma e o homicida trazendo sua vítima.
Visita íntima, não rola, mas se tu ta no presídio matando meu tédio.
Subi no teu prédio, sem pára-quedas, me largei do edifício.
Só punk, jump sem bunggie, sem corda, com kunk, no blunt, causando minha fome.
Cadê meu flagrante, Johnny? Eu grito: CONE!
Cadê os tromé, Maomé? Quebé, de São Thomé, vindo do pé.
Eu sou tcer, tre, com fé, mané, cheguei, vai dar damer.
Geral vai reclamar quando a fumaça for pro ar.
Se queima um, sente o futum, se não queima é melhor ralar.
Jogando sinuca com as mina maluca, na luta, a disputa querendo minha fruta.
Se pega, desapega e desgruda, senão tu ta pego na hora da curva.
O carro desgarra, a garra te agarra, acaba com a marra e a Cone se amarra.
Com teclado da Yamaha, Papatin nas base estala.
[Batoré]
Afunde os fracos com seus barcos, to descalço pelos cacos.
Sou Batora ali nos Arcos, um ninja de tchaco.
Deixo no vácuo, no beco do rato, fedem a suvaco, sufoca tabaco.
Lindas gringas me atraco sem giz no taco ataco.
Sigo no faro da escada varo de bike sem aro, não páro.
Mas quem diz que é raro eu calo, se enganou nos papo brabo.
Tá com fome, cara? Podrão vala, sara, apaga e pára.
Padaria ou Guanabara, dá calote e rala.
Churrasquin de gala, rolézin de tala.
Quer melzinho ou bala? Caipirinha é abala.
Tu junta os menor de idade covarde, atividade.
Dei o bote na FEBARJ, "e a comanda", só mais tarde.
É por isso que eu me escaldo, vejo as mina do Ronaldo.
Só descobrem o sexo quando fazem o laudo, sem aplauso.
Me levanto em qualquer caldo, vivo num zero de saldo.
E é a Lapa que me aguarde, daqui a pouco eu to nos palco.
Hoje eu não quero ir pra casa, prefiro ficar na Lapa.
Junto com os meus parceiro então bebendo cachaça.
Hoje eu não quero ir pra casa, prefiro ficar na Lapa.
Junto com os meus parceiro então fazendo fumaça.
[Maomé]
Eu vou pra Lapa, bebo cerva com a galera, neguin já era.
30g de erva, o freestyle acelera, os louco rima a vera.
Eu fico só naquela observo a panela.
Os MCinderela, a vida não é novela.
Seu zé ruela, o cara vem, diz que faz rima, mas da rima nem sabe se fazer dela.
E quem me dera paciência mera pra aturar aquela pala de comédia.
Que saiu da rédea, na Lapa foi fazer média.
Mano, que tragédia.
Já vê que mente, trava no repente.
De repente, gente, o aparentemente a frente pelo vulgo, cujo atende.
50 o entristeCENT, o MCinexperiente.
Não tava dentro do CIC na batalha chapa quente.
Mas pra ta dentre essa gente é a maior psicologia.
Tem o bonde dos amigos e a banca da xenofobia.
Na Lapa tem os que é família, na Lapa tem os que é safado.
Na Lapa tem os que são puro e os que te vê com mau olhando.
[Ari]
4h da manhã, tô ficando sem condição.
5h da manhã e agora não tem condução.
(Hoje eu não quero ir pra casa, prefiro ficar na Lapa
Junto com os meus parceiro só fazendo fumaça)
Abasteço no armazém porque o fígado é blindado.
Não tem nota de 100, o combustível ta barato.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

ConeCrewDiretoria





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form