121 (Rajada Parte Ii)

Grupo: Consciência Humana
Álbum: Entre a Adolescência e o Crime
Ouça o som:   tocar tocar tocar



CH, HC, pra confirmar DMC;
UN chega e é assim no lado leste;
Na periferia São Mateus;
É muita treta, é muita treeeeta.
Olha lá quem vem no final da rua;
Com os faróis apagados;
E quem ta com flagrante na mão, trate de dispensar;
Estamos sem sorte, uma banca bem forte;
Quase batendo de frente com a porra da morte;
O frio vem subindo na espinha;
Pois na calada são os putos quem dominam;
Cano cerrado, calibre pesado;
Prova de quem se coça terá um verdadeiro estrago;
121 nos classificam assim;
Quantos já se foram, quantos foram dado fim?
Quadrilhas de ratos, diversas são formadas;
Comum na periferia fazendo parte da jogada macabra;
11 e 30 da noite de cabeça pra fora, doze cerrada;
Apontada exatamente pra banca formada;
O gatilho é puxado, medo de ser disparado;
Acionado o cão são 2 ou 3 finados;
Viatura parada no meio da rua;
Encosta outra do lado, são mais 3 filhos da puta;
Trânsito parado, não passa mais nenhum carro;
A rua toda fechada, embaçou pro nosso lado.
(2x) Zona leste, ruas quebradas fudidas;
Fique esperto pra não morrer na mão da polícia;
Lado leste, ruas quebradas fudidas;
Periferia não importa o lugar.
O filho da puta encosta o oitão na minha testa;
Covardemente são vários bicos na perna;
A vizinhança está toda alertada;
Mas nenhuma sai pra fora;
Fica olhando pelo buraco da porta;
Ação filho da puta, vai se foder filho da puta;
Por causa de seu oitão, seus comparsas é que leva uma;
Fora da rotina um civil normal;
Mas na ativa um 121 irracional;
Morte, morte, morte;
Nos seus olhos eu vejo a vontade de puxar o gatilho;
Quer derrubar o mesmo;
A ira já atige o estágio máximo;
Vontade de ir pra cima;
Mas não posso, os caras estão armados;
3 brancos e 5 pretos encostados na parede;
Idéia trocada, o 121 está na cede;
Meu parceiro puxado, levado de lado;
Pra trás da viatura dão porrada, tentam intimida-lo;
São 15 minutos até agora de enquadro;
Documentos em cima, tempo fechado;
E o sereno cai, a fogueira é desmanchada;
Ei rato cinza do caralho armas apontadas.
(2x) Zona leste, ruas quebradas fudidas;
Fique esperto pra não morrer na mão da polícia;
lado leste, ruas quebradas fudidas;
Periferia não importa o lugar.
Homens com a mente ligeira;
Qualquer pergunta ao nosso respeito;
Crânios rapidos aí quem vai, vai atirar primeiro;
Acostumados Homens Crânios tomando enquadro;
Ter atitude é fatal, sistema diário;
PA-PA-PA-PÁ quantos ainda irão matar;
RA-TA-TA-TÁ se joga se for ligeiro pra te salvar;
O DVC é puxado e não consta nada;
Até que enfim é liberada essa rapaziada;
Consciência Humana, De Menos Crime na mesma linha;
U Negro na seqüência completa a nossa quadrilha;
Viatura, viatura saindo fora;
E o rato cinza pagando com o calibre do lado de fora;
Continuamos os caminhos ariscos;
Na segunda tive o tipo desses atritos;
Do lado leste tem Homens Crânios de calça preta;
De bombeta, é muita treta, é muita treta;
HC chega, chega.
(2x) Zona leste, ruas quebradas fudidas;
Fique esperto pra não morrer na mão da polícia;
Lado leste, ruas quebradas fudidas;
Periferia não importa o lugar.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Consciência Humana





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form