Minha Familia

Grupo: DBS e a Quadrilha
Álbum: O Clã Da Vila
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Minha família dinastia, o clã da vila é a quadrilha
Vários manos miliano, pela ordi então confira
Aqui eh o rap, negrinho tudo....
Na zona oeste a favela esta unida é na humilde, é DBS
É se que pensa de inferno, assim que é eu faço a minha
Favela do quentinho diga aos manos, o que que liga?
Seu trampo, sua mina, a coroa, enfim fomo longe do 12, o 16, o 157 as armadilha
Que explode, nos fode, ta ligeiro pela ordi
O Noroel, ao Isael, estou com o novo do Notorious
Neguinho mostra cobre som, sempre que pode, vai nas festas
Bem sossegado, nenhum do bom, que Deus proteja da inveja
É foda, antes o Zé povinho trazia a R.O.T.A., agora vem a Blazer, Ipanema, moto encosta
É triste (nada daquilo) to ligado quem resiste
vejo os locos, vejo as mina, estou ligado quem resiste
Estuda, plano de fuga, busca faz e faz a sua
Ligeiro bom fardado e blá blá blá
Mano Veloso eu vejo o teste, em cada caso escuto um rap
Moleque enquadra e me pergunta
Quando sai do DBS?
Na calma percebo que o moleque quer curti
O negrinho da quebrada em CD, vinil, enfim
Me fortalece, eu faço afeto e se é um rap eu sigo em frente
Eu sei que os testes, desafio, eu to...

Ladrão, respeito é pra que tem

Meu sorriso é pesticida, aerossol pros mosquitos que, giram em volta da luz fazendo sombra aqui
Não esperem, Jesus chora, não, ninguém vai dormi
Cigarro, maconha, tosse, é mó neurose num homem, por aí
Quantas vezes você já teve tal, ao mano no hospital, solitário, abandonado, sem remédio, 40 grau,
Nem me viu, não viu ninguém dos malandro que abriu o caminho no fundo do trem
Desabe, sonho, quero realidade, foda-se um filha da p... aqui com nóis não vai covarde
Periferia é vida Jow, a quem como eu a camisa honrou
É demorou, sou quem eu sou, pra molha tem tempestade
A bolinha do olho vem desfaze os cemitério, as vela, as lágrima que aperta a gravata quando o nó adesata, nada empata, porque aqui a luz não é opaca
Avante, tem amor, tem amigo, inimigo, semelhante, na constante
Salve, salve Sandrão por um instante.

Eeeeeeeei, por onde vou Negra Li, se Deus quiser pro que der e vier, to aqui
Quem é do corre entende, faz por sua gente é assim, tem que insisti
Rap nacional, cultura e tal, não leve a mal, é atitude, tem valor pra nóis, e representa assim:

I,i.i vulgo nego Vando, trombei os parceiro lá na Toco, dentro Vila Matilde, os parceiro é tudo loco
Curtindo um hip hop i, no conforto, pode crê DBS, eu to ligado que você é doido (doido)
Com o som firmeza que vai rola do próximo branco, sem treta, muita treta, i, mando sangue no olho,
Na saída da festa, i, é só pipoco, corda bagulizando na rua, só miliano
Mais um marionete manipulado, até quando?
Droga, álcool na mente, fazemos parte do jogo
Vivemos nos becos, morremos nos guetos, todos pretos
Corre uma luta pra sobrevive tudo junto
Vivemos dentro de uma gema de ovo,
paz é difícil ter aqui, ainda é pouco
Rima do idéia positiva, no som o Igor, mais um sobrevivente aqui oh oh oh oh

Bagulho é loco, mais quem vive, pra representa na poli, família RZO, DBS e a quadrilha, assim QR quente
Por aqui é mais de 20 entregou a malandragem apampa, se guenta só puxa um beque
Ninguém critique, respeito cada um,cada um, só não intromete, atravessa, pala o que não bebe
Em Pirituba está, muito normal, aqui está, ta, bom, bom, lugar
Aqui tem sangue bom, pra soma vários manos, cadê as banca que pá, pago de apavora
Respeito acabou, teria meu fim? Deus é mais, passado deixa pra lá, pra tudo tem seu tempo
Mire a minha quebrada, vejo os manos de olho, são do corre o tempo é dinheiro
Por lamenta os manos que eu não queria ver tão fudido, cavando sua própria cova por muito pouco

Ouuu, Ouuu, por onde vou Negra Li, se Deus quiser pro que der e vier, to aqui
Quem é do corre entende, faz por sua gente é assim, tem que insisti
Rap nacional, cultura e tal, não leve a mal, é atitude, tem valor pra nóis, e representa assim:

Há, há, há, Dina Di no ar, bem não está, a de ficar melhor pode aposta
Eu hei de larga o vício de vez e recupera minha lucidez,
2003 família RZO e vários maluco só, se já era embaçado, agora é pior, pior
Era emicente vou voltar no seu olhar de verdade, entre nós não há, não, não há rivalidade
E só não vê, não vê quem não quer, dom é bom e tanto faz, homem ou mulher, assim que é, assim que é
Ai DBS, o importante é que os mano reconhece e a igualdade entre nós prevalece

Aqui faz assim que resolve, o sonho é grande, explica RZO então, explica a nossa sorte Respeito foi o que valeu, ser humilde foi melhor, a Zona Oeste compreendeu
Na concha e, Barueri emocionante, vibrante, o apoio dos irmão foi importante a chance
Vivendo e aprendendo não vou esquecer desde já vou agradecer, pode crê
Ali conheci uma pá de mano, ponto negro DBS, Função R.H.K, lembra? Não dá, não, tem uma pá de irmão, toca um som Dj Cia, que hoje é parte da Família
Carapicuíba se identificou, quem é curtiu, show que emocionou gritaram ROU
Ser favela é bem comum, to eu, Sandrão, Robson, vem Padu!

É... Na favela tem caviar, Salve o meu Brasil, Capicuíba, Pirituba, os olhos das crianças no sorriso dos meus irmãos, pra mim é sempre bom...

por onde vou Negra Li, se Deus quiser pro que der e vier, to aqui
Quem é do corre entende, faz por sua gente é assim, tem que insisti
Rap nacional, cultura e tal, não leve a mal, é atitude, tem valor pra nóis, e representa assim

Tem valor pra nós, respeito é praquem tem, RZO, representa assim...





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

DBS e a Quadrilha





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form