Largado

Grupo: De Leve
Álbum: O Estilo Foda-se
Ouça o som:   tocar tocar tocar



É o terror da família quando cê cola com a filha
Só porque cê é... largado!!!
O pai olha não gosta até comenta pelas costa
O quanto cê é... largado!!
Cê anda de chinelo toda hora, sua namorada quase chora
Porque não queria que cê fosse tão... largado!!
Cê fica até sem graça, mas não muda porque não é de graça
Que se deixa de ficar... largado!!!

Essa é pros que andam de havaiana
Contra toda pessoa que abana
Pra longe a cultura sul-americana
E são malvistos nos lugares que entram,
Nos restaurantes que vão
Quando barram a entrada social,
A solução é entrar pelo vão
Aos que deixam de ir em festas
Porque não tem uma calça limpa
No brechó e nenhum tênis calça o quanto mais cê garimpa
Seu macacão mente que a nova moda é alça ímpar
No restaurante finge dieta e come salsa com azeite
Pra não gastar dinheiro com ônibus anda de skate
Seu sogro acha que cê é atleta
Porque não sente frio e não toma leite
Essa é dedicada a cada maluco que já foi confundido
Com ladrão, e ficou preso na porta giratória de tão mal vestido
Pra todos aqueles que só mudam de camisa
Mas niguém percebe porque o pacote são de 3 iguais gg e lisa
Praqueles que foram parados na porta das americanas
Acusado de roubo de suco del valle só tendo no bolso um vale
Pros que perderam emprego por causa da "aparência"
2 meses depois a empresa do cara que avaliou declarou falência
Porque cê foi contratado por outra agência
Concorrente que deu preferência não à ropa,
Mas à inteligência...

É o terror da vizinhança porque desde criança
Cê não deixa de ser... largado!!!
A vizinha nova te achô bunito, não deu mole porque é esquisito,
Cê é velho e continua... largado!!
Cê muda de cidade, troca de idade, e ninguém entende a verdade
E o porque de ser tão... largado!!
Sua namorada te deu um sapato,
Teimoso trocou por um par de chinelos baratos
Pra continuar... largado!!!

Essa é a melô dos malucos
Que almoçam no restaurante do governo
Por 1 real, pagando com vale refeição e pedindo o troco,
Que pro seu governo é obrigatório, repete-se o prato
E quando dá pra dá calote
Não pagamo e vazamo mais rápido que corrida de rato
Mas nego é do gato, o fato é que onibus só de balão
Ou por debaixo da roleta quando vamu pro maraca de bondão
E os mais ratão pulam o muro
Do mário filho com o filho no colo
Eu bolo porque ainda levam
O milho robado quando tava ainda no solo
Do vendedor que tava den´da panela
Olhou pro lado perdeu mais 3
E vagabundo rala com sebo nas canela
A melo dos irmão que só estreiam ropa nova no aniversário
Que ganhou da namorada
Que custou ficar o resto do mês sem salário
E só comem em restaurante chique convidado,
Na mesa não para o tique que parece que pede
"fique mais retardado"
(ah) síndrome de pobre, largado estilo nobre,
O que cobre o pelo além dos cabelo
É calça da c&a de 10 conto quando descobre
E 1 boné imprestado do amigo
Que como si fosse castigo
Nunca mais vai ver a cor do mesmo, nem pintado
Esse é o hino dos meninos que si identicaram com a letra
E dos mc´s que entram na papelaria pra roubá uma caneta...

Na festa a fantasia cê aproveitou a mania
E se vestiu de... largado!!!
Ganhou o prêmio no final de fantasia mais original
Profissional em ser... largado!!
Dia seguinte, outro capítulo, quiseram te tirar o título
Porque fora da festa cê também era... largado!!
Tem gente que muda
Mas si depois de 25 anos ainda sai de casa de bermuda
Cê vai morrer... largado!!!





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

De Leve





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form