Domingo Sangrento

Grupo: De Menos Crime
Álbum: São Mateus pra Vida
Ouça o som:   tocar tocar tocar



"Maldito o Domingo Sangrento".
Dia jamais, jamais, dia jamais, jamais;
Dia jamais, jamais esquecido;
Naquele bairro, há Bairro São Mateus;
Bairro nosso, bairro nosso, bairro, bairro nosso;
Os bate-latas foram chamados;
Todos eles fortemente armados;
Mas o caos, o caos estava por vir então;
Ouço dizer "o barraco dos manos foi invadido".
(2x) Maldito o Domingo Sangrento;
A calada da noite é aliada da maldade.
CLACK, CLACK, BANG, BANG;
Eles dizem que atiram muito bem;
Eles são os, os homens da lei;
O tiroteio começa e não acaba;
Foi quando invadiram CLICK, CLACK, BUM;
Tirem as crianças das ruas;
Elas podem ser confundidas por algum paloso, paloso.
(2x) Maldito o Domingo Sangrento;
A calada da noite é aliada da maldade.
Preste atenção no que, no que nós vamos dizer;
Então não, não, não vacile não, não;
Por que senão você estará ferrado;
Na mão da polícia ou de qualquer otário;
É ameaçado na maior cara de pau;
Pau você vai levar então;
Se, se, se, se, se, se fificar marcancando no meio da rua;
Se, se, se, se, se, se fificar marcancando no meio da rua.
(2x) Maldito o Domingo Sangrento;
A calada da noite é aliada da maldade.
Seus pais não agüentam mais;
Se descabelam por causa de um merda;
Que só pensa em pipa, na sua casa não para nada;
Até a tv foi penhorada, agora segura;
Polícia, bandido á sua procura;
Deu mancada, roubou na área;
Está perdido, está fudido.
(2x) Maldito o Domingo Sangrento;
A calada da noite é aliada da maldade.
"E aí maluco, deixa eu dar um pega nessa pedra aí?"
"Não, não vou dar nada não, é meu!";
"Porra você é folgado mano, então toma! (PÁ)";
"Sai fora mano, deixa o cara aí, sai fora!".
Você quer pipa, pipa, pipa pa;
A maldita desta pedra;
Nem imagine e entra de testa;
Nem imagina as conseqüências;
Que isto pode, pode te trazer;
Office-boy da malandragem;
Faz de tudo pra aparecer;
Se vacilar toma tapa, tapa na cara;
Toma tapa pa, pa, pa, tapa na cara;
Na banca é tirado de parasita;
Mosca, úhhhh piolho do saco;
Só pra vocês ver;
Vai pela cabeça de quem o comanda;
Opinião própria, não tem própria;
É um vacilão, é um puta de um paloso;
Só anda na nóia, é o próprio paranóiaaaaa.
(2x) Maldito o Domingo Sangrento;
A calada da noite é aliada da maldade.
É você quem é o culpado;
De tanta, tanta, tanta paranóia;
Com este modo de, este modo de agir;
Se tornou limitado e não tem como fingir;
Miolo mole, maluco louco;
Li, li, li, li, li, li, limitado;
Não, não, não vacile não, não, não, não, não, não;
Não, não vacile não, não, não, não, não, não;
Não, não, não, não vacile não, não vacilão.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

De Menos Crime





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form