Sem Brincar de Cara e Coroa

Grupo: De Menos Crime
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Raciocínio ligeiro passado pro papel;
A mente é igual a PT na cadeira ao lado;
Projetos revolucionários, se for preciso tomar;
Passar por cima de tudo, que seja tomado;
Cão acionado, chega, a batida no papo do resto do estrago;
Quero foder, quero ver o sistema abalado;
No morro desce os manos e seu portão é acionado;
Seguro o monstro que você criou;
Juventude esperta, ligeira, assimilou;
Vários pensamentos encontrados pelas ruas;
O povo jogado ás traças, é dada as costas, filhos da puta;
Ameaça já não nos assusta mais;
E iremos longe, cachorro que late morde;
Então vem que terá pura informação;
Precisa, tiro de doze não;
Maloqueiro da periferia mandando idéia pros putos;
Idéia como navalha vou cortando tudo;
Consciência Humana do morro;
Que vai cutucar os pilantras, os porcos;
Não adianta o sistema se desculpar via televisão;
A bronca será cobrada, é nossa vez então;
Não adianta fardado me olhar com essa cara de ameaça;
Pra mim, pros manos não quer dizer nada.
(4x) Consciência Humana porra, drão;
Sem brincar de cara e coroa.
Periferia é só periferia, o sistema não serve;
Quem está conosco aceitou então nos segue;
Biografia da favela, a verdade das ruas;
A primeira mancada, fome zero, desemprego e vida dura;
Prejudicados um á um;
O suor é prova disso que não se chega á lugar nenhum;
Verdadeiros brasileiros escondidos nos morros;
Se ligando no Brasil que pede socorro;
Afogados por uma mídia traiçoeira e precisa;
A imagem de um mundo totalmente distorçido;
De uma nação dominada pelos podres;
Não e na favela que se encontra os piores bandidos;
Uma massa nova empurrada á um mundo cruel;
Fogo esmaga a década dos putos réus;
Infravermelho atirado sem dó;
Derrubar o inimigo fazer virar pó;
Mas os pais de muitas famílias são derrubados á toa;
HC, a revolução vai ter que vim á tona;
Consciência Humana porra, drão;
Sem brincar de cara o coroa.
(4x) Consciência Humana porra, drão;
Sem brincar de cara e coroa.
Passado, presente e futuro hoje;
Idéia venenosa, fulminante, overdose;
Incentivo á luta é real;
Ritmo perigoso, o raciocínio é fatal;
O corpo retorcido igual do morro;
Sem ter pra onde correr ou pedir socorro;
A maldade deles é semelhante á que dão a gente;
Vem pra cima periferia, lado consciente;
Corpo atravessado enquanto uma nação pede ajuda;
Sugado até a alma não é culpa sua;
Coloco o sistema como um homem só;
Pra você poder ver, entender melhor;
PT acaba com o controle de população;
Mandada por eles enquanto irmãos matam irmãos;
Seguir pelo certo sem dar boi pro duvidoso;
Sinto pro sistema um ritmo doloroso.
(4x) Consciência Humana porra, drão;
Sem brincar de cara e coroa.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

De Menos Crime





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form