Protesto

Grupo: Enxame
Álbum: Fraquejar Jamais
Não há video para essa música



Eu vou levando o pesadelo pro sistema
E que se dane e que se morda quem mandou se besta
Agora preste atenção no meu vocabulário
Se não atura folgado desligue o radio

Tudo de errado nesse mundo vocês finge não vê
Menina de doze se prostituindo moleque na lata pra
morre
Vai vendo é embaçado me deixa loco revoltado
Não é a toa que os irmãos veste o gorro e mete o aço

E se roda fica complicado sobrevive no sistema
carcerário
E a situação da família como é que fica? Sem remédio
coberto cadê a comida
Sem remédio coberto cadê a comida
Judiação vê os moleque cheirando cola fumando pedra

Matando a fome porque não tem comida na panela
E as menina sonhando em ser modelo ou artista
Mais tá na esquina vendendo seu o seu corpo por
farinha
Pensando um dia se os sonhos se realizem

Acho que não ilusão pura covardia
Nesse país fracassado onde o povo é humilhado
pisoteado é quase enterrado vivo
Isso é kao é ridículo se iludindo por porcarias
fofocas confersinhas
Desinformando sua mãe sua avó minha filha pêra e

Nada tá certo aqui tá tudo tá errado ensinando minha
filha a rebola o rabo
Eu sou guerreiro maluco não sou otário
Quero comida no prato a pampa um barraco
Esse é e foi o desabafo de um favelado

Refrão: tô começando da quebrada pro mundão a fora
Pra segura nois agora vai se...
Enxame muvuca treta segura
Rima forte o protesto continua...

Estância turística há não faça eu ri
Aonde vou da um role tio no sky
Expo São Roque tô fora é bote
Aqui hip hop exercito dos pobres

Mais cursos e emprego gera criatividade
Ao contrario gera criminalidade
Saúde educação fundamental importante
Eu quero ser gente não roubar madame

Quero poder estuda trabalha que é difícil
Nesse mundo que vivemos é tipo um abismo
Maluco de vez de te puxa que te empurra
Então vai se ferra não venha me critica

Dizendo que o que eu faço tá errado otário
Desinformado por aqui é mato tá ligado
Então sai vaza não vem só de embalo
O rap é bem maior tem que ser considerado

É manifesto esqueceu do povo da favela eu protesto
Esse é meu sistema tome nota zero
E você deve esta pensando que é melhor que eu
A se si enganou truta se perdeu

Ninguém é mais do que ninguém né seu moço tiro de
novo
Mais um ano não tem rap na festa de agosto
tô de boa sem o crime enxame é meu time
E resiste aos patife já passei dos vinte

Preconceito desconheço não aceito quero respeito do
pivete ao idoso é meu direito
Pra quem penso que eu ia desisti danço
O rap por aqui me educo respeito me ensino a corre
pelo certo
Estuda trabalha e faze protesto

Refrão: tô começando da quebrada pro mundão a fora
Pra segura nois agora vai se ....
Enxame muvuca treta segura
Rima forte o neguinho continua...

Ei rapaziada você que acaba de pega a estrada
Da quebrada pro mundão eu sei que vai se f...
Com fé em Deus eu sei que você vai vence
Levar a paz pro seus irmãos deixa seu nome maiúsculo
nesse mundão

Não sei se é melhor nasce ou morre
Nesse mundão qualquer um tá arriscado a sofre

O protesto continua com fé e sofrimento a vitória será
sua
Tem que querer luta tem que querer vence
Não deixe que o sistema pense por você
Então vai levanta meu irmão não pense que a vitória
cairá em seu coxão

Estou olhando e daqui eu posso vê
D.Djam e enxame olhando por você

Refrão: tô começando da quebrada pro mundão a fora
Pra segura nois agora vai se ....
Enxame muvuca treta segura
Rima forte o protesto continua...





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir

Veja mais letras e videos de

Enxame





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form