Aki Não Vejo Amor

Grupo: Fato Realista
Álbum: De Dentro do Brasil
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Prepare o coração que lavem o TSUNAMI
rimas contudentes que da flor, derramam sangue
Que faz sua paz, virar só memória
na cena do louco sua mãe é quem chora
Com seu pai metralhado,caído de brusos
o seu Audi T.T pinado em um minuto
É o ódio terror, então não chora vadia
com versos sanguinarios, aqui é FATO REALISTA
Mais cruel do que o sequestro do seu filho no playcenter
ou os aviões derrubando o World Trade Center
Al Quaeda e Resbolar, comprovam a guerrilha
amarram bomba no corpo, ataque suicida
Dias violentos, mais de 50 mortos
sofrimentos e mentiras aqui garantem votos
Pra ter carro manção, o boy tá contente
eu num barraco 2 por 2 , com rato e dengue
Diz pra mim quem é feliz vivendo no inferno?
a felicidade é cromada e tá no forro do teto
Que amordaça o Doutor, pega tudo do cofre
se os bicos colar, joga um corpo pros reportes
Pro seu filho crescer, não ser analfabeto
e ouvir da professora cadê a porra do caderno?
Infância por aqui, só mesmo quando nasce
com 7 sustenta a familia com uma fura da laje
O Estatuto da Criança, aqui não acontece
o crime é atrativo o PCC agradeçe
Os moleques amilhão andando tudo armado
que cresceram sem pai sem infância atorduados
Na argência bancária, faz todo mundo refém
é só colaborar que não morre ninguém
Infelizmente é assim, o SISTEMA quer isso
você aprisionado ou na fita tomando tiro

Refrão 2X

Aqui não vejo amor, só vejo maldade
Os moleques tudo novo só pique Binladen
De fura na mão, rasgando as fardas
Expirados nos terroristas, lá da Al Qaeda

[ Welton MC ]

Mesmo sendo analfabeto, não quero ser o empregado
que te conforta na manção, pra morrer no barraco
Vou buscar a felicidade nem que seja com a berreta
tomando choque no D.P por te afogar na banheira


[ Renato Vital ]


Vejo o pai de familia moscar no supletivo
que completa o ensino médio sem tocar nos livros
É a forma do SISTEMA de nos manipular
escolhem nossos empregos só garantem a mão de obra
Um comodo na favela construido de tabua,
encima do esgoto com a enchente que te mata
Ou leva seus baguis, tipo cama, moveis
depois a reportagem, vem garantir uns ibopes
Sou mais um sofredor nessa vida locaaa
minha mãe me venderia, se não fosse o TUTELAR
Se pá me trocava por um pacote de macarão
a fome é foda torna insano, um homem bom
Faz o mano ripador assaltar vaca do shopping
é por comida no prato não é por porra de Double Shocks
Um corpo decaptado, engrossa a estatistica
que no crime a morte é a única saída
Cemitério São Luiz, tem de 12 de 13
serviram de Status, medalha pra PM
Os moleques por aqui se espelham no tráfico
a fome dói mais, do que um soco do TAYSON
Apologia é falar da podridão do Brasil
do menino que se equilibra com o peso do Fuzil
Que nas Avenidades, estrassalha seu pai
mais cruel do que um soldado das Farc´s, Ramaiz
Que cansou de pedir esmola e foi buscar a igualdade
nem que seja com um sequestro mandando suas partes
Aqui, selva de pedra só balas traçantes
FATO REALISTA, São Paulo chove sangue

Refrão 2X

Aqui não vejo amor, só vejo maldade
Os moleques tudo novo só pique Binladen
De fura na mão, rasgando as fardas
Expirados nos terroristas, lá da Al Qaeda





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Fato Realista





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form