Injúria

Grupo: Magia do Rap
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Um minuto playboy
Idéia você não tem
Segura o seu trem
Nossa quebrada é diferente
Tempo quente, sono ofegante, canal de apetite
Crescemos a parti,
Voce chorou, arregou, escureceu, desceu,pipocou
Direto da biqueira
Não é brincadeira
Na mesa de esnuqui a carta é valete
Boy encara seu terror
Vou assistir di camaroti
Os gambé si diverti
A farinha explodi
Na mão dos pleyboys
Epidemia gigantesca de pleyboy
Cada um por si
A violência abraçando o mundo
Grande poeira do dia ruim
Vai vendo sou o vagabundo,
Voce esta sendo rastriado,registrado
O mundo esta virado
Di um raio para outro, todo caminho é louco,louco
Segura seu penhasco,
Ainda tem mais,agora é tarde demais,
Na rua voce é só, a vida é uma só
A trajetoria é só di pó, pó
refrão
Voces,voces
Levantaram os vidros, atravessaram para o lado
Só vejo os tiros cruzado, arma no ar, rodiando seu lar
Pega o celular
Quem nunca perdeu, um mano seu
Observou,estorou,diparou, em toda parte eu vou
Agora é inverno, agora é outono, a maldicao caiu do morro
Morou, suave nego
Na natureza um pleyboy de luto, espiando as arvores sem fruto
A policia não é bom sinal
Não sou marginal
Não tem acordo não
Gambé trairão,você tropeçou, escorregou
Carandiru já passou
Agora o irmão tira um dia no barraco,
No banho a agua gelada,
Aquilo é um buraco, sou o passageiro da vida , tem bala perdida
Estou no capão, fora da prisão
Vem tonhão
Com toda moral
A brisa passou
É correria geral
Pelo sim, pelo nao,
Estou aqui ladrao
Pelo certo, pelo errado,
Estou aqui bandidão
Agora a maconha
Já faz parte do mundão
Aqui é só os forte
Aqui a trilha é quente
Agora e pa, aqui é mano joe
E ai tio
Ta tirando,rajada
Então
Não vale nada
Se liga João, vem firmão
Cuidado,abaixa,relaxa, estou atirando
Pol,pol
Pensaram, erraram
Não conseguiram me me matar
Só meus parceiros que partiram do gueto
É desse jeito
Passara o céu,
Passara a terra
Só não passará as palavras de Jesus
refrão
Morou, gelou
Agora estão no céu
Ninguem aqui é réu
Pleiboy, pleiboy
Abaixa a sua bola
Boy
A sua casa explodiu
Caiu
Estou aqui com muita fé , não estou de ré
Para os inimigos
Estou em pé
Que frango ralé
Vou dizer pra você,
Que não curto o Ronaldinho,mais você não me conhece
Mais levanto a bandeira do time do Corinthians
Pra ser lembrado
Precisa ir pra cena
Porque é agora
Chegou a nossa hora
É nois que chegamos, estamos na esquina,com toda nossa grana
Segura o malote, guarda o pacote
Vem, vem
Que seja a verdade, é só realidade
Aqui em são Paulo
Bar já não existi ,
Se liga na boate
Chegou a quadrilha
Levando as cachorras
p/o arrembento
É só a vadia
Aqui não tem vigia, chegou a profecia
Que troque os testamentos, sou o filho do vento dos quatros cantos
Eu lembro de você chic show,black med,kaskata e zimbabwe
E ai
Mano Brown
Eu vou perguntar pra você
Você se lembra do Delei
Deus sabe e faz a lei
Deus sabe o que serei
Agora estou morrendo
Agora eu me sinto, o mais cuzão do Capão
Que saudade infernal
Agora é final
Então
Vem comigo,
Estamos contigo
De volta pro mundão com cedi de vingança
Chegando la na praça, tem patricio di montão
Só bandidões, só bandidões
Respeito os bandidoes
Então
Não pago pau
Abre sua boca, engole a pistola
Vejo os pleyboy chamando a branca,
Queimando um baseado, direto da biqueira
Se liga bacana,
Aqui é a favela
refrão
Vou dizer pra você
Que estou cansado dessa porra da fazenda
Uma par de burguesinho chorando, berrando
Em uma tela encantada
Cheguei na pista, trombei a bandida,
Fazendo um arrastão,Sentada na garupa
Segura o pulmão,
É uma mil e cem
É uma mil e cem
Se liga loque, pega a nota de cem
Se liga loque, pega a nota de cem
Você está em choque, chegou outra bandida
Em um cintroem, em um cintroem
Pagando de gatinha
Aspirando sem parar
Este é o lugar
Não é legal
Não é leal
Não sei qual que é
Assistir o vagabundo
Curtindo dance, ta molhado, ta embaçado
Isto é
Vim para o chamado
Musica é feita de Rap,Samba e cerveja
Agora e PA,
Tem homem bom na igreja
Si PA
Socorre,corre
Segura o truque
Segura o ataque
È hora de soltar um papagaio
Estendi,estendi,
Estendi a ceda,
É área, é area de cruzada
Caraio, caraio
Os caras vão assaltar, olha lá o cofre
E ai Ace Blue
Somos soldado da selva
A conversa não faz curva
O jesinho também era sangue bom
Como diz nosso mano Lepechal
Ta chegando o armagedom
Se liga no sinal
Vejo uma par de condores
Vejo o povo sentido dores

refrão
AONDE ESTA FAVELA ?
ESTA AQUI
A AONDE ESTA FAVELA ?
ESTA AQUI





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Magia do Rap





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form