Carta aos Navegantes

Grupo: MR (Mineiro MC)
Álbum: Carta Aos Navegantes
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Somos navegantes nesse imenso mar salgado
velejando sem rumo a procura de algo,
aqui paz,felicidade eterna não existe,
e sua conquista temporária não é tão simples.

Disse um profeta num daqueles dias:
?tenha paciencia,haja com sabedoria
reconsidere cada ato,não seja equivocado,
e ouça a sensates daquela que dorme ao seu lado,

É a voz amiga da rainha que te ama,
em 80% te apoia e não reclama,
medita sempre junto nas suas idéias,
é guerreira te ajuda nesse jogo da velha,

Pra voce não se lascá com outra decepção
tipo aquelas pá de quem foi como seu irmão?
nessa terra maldita sei que somos todos falhos
essa vida passageira é um perigo a cada passo.

É constante uma guerrilha aqui na minha mente,
são diárias batalhas no meu subconsciente,
diante da provação a ira vem a tona,
o inimigo bate forte e se marca é lona .

Veio no pensamento ser uma gaivota,
fugir do inverno e da fome quando brota
adiantar a minha cota,me entocar num esconderijo,
mas não ,vivo aqui,minha quebra,meu abrigo,

Sou um elo da corrente que fica menor,
alguns enferrujam se quebram e na dura
caminhada esfarelam como pó,e quem
aqui sobrou pra lutá fica pior..................

Do pó ao pó estamos destinados,
entre as carcaças nas trincheiras do asfalto
estarei com aqueles sofredores como eu
que no reino do cão clamam a deus.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

Mundo moderno,humanidade decadente,
na era digital é a gente contra a gente,
o globo terrestre virou um formigueiro,
correndo preocupados em juntar mais dinheiro,
é bom dia ,boa noite,sem sentimento,
o susurro do obrigado parece um tiro bem no peito,
no aperto de mão não tem olho no olho,
brilha a podridão e falsidade do orgulhoso,

Cada um por si é o dilema brutal,
não existe mais perdão , mata ou paga pau.
monstros,animais cometendo atrocidades,
egoísmo satanico gerando mortandade.

Quando acordo na madruga me olho no espelho,
penso no meu filho e dar um bom conselho,
muitos filhos são tratados de forma abominável
e a cada manhã se torna um dia indesejável,

De criança reprimida à doido revoltado,
bondoso ,educado mas no fundo é macabro,
e agindo no distúrbio da louca insanidade
corrompe outra criança a cada nova sociedade.

Empresária tortura entiada na corrente,
político mata filho que usava entorpecente,
a base é a família ,disse o traidor
aos demonios banidos da luz do salvador.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

Século 21 ,ano 2010,
o cidadão não vale uma moeda de 10 ,
capitalismo maldito ,guerra financeira,
o sistema manipula bem a sua maneira.

Domingão ,bbb e o diabo a quatro,
mídia ilusória que te leva pro buraco,
dá um milhão pro playboy pra voce admirá-lo,
essa idéia sangue bom é pra resgatá-lo,

Enfiar na sua cabeça que não vira os b.ó.,
não seja dígno de dó em trajeto derradeiro,
voce não está só,então faça seu melhor,
honre sua vida e saia desse bueiro.

Aqui se planta,aqui se colhe,disso tenha certeza
a juventude um dia acaba ,qual será sua recompensa?
e aí me responde:-já pensou nesse detalhe?
seja herói pra sua flha e não covarde
que ela cata no banheiro muito loco de cachimbo
viajando sem fé nas garras do inimigo,
inseguro,acoado,com medo e perseguido,
se perdendo no vazio desse labirinto.

Amarguei como voce nesse deserto de concreto,
tive o corpo regado a chibatadas e um
futuro incerto,meu trajeto foi uma soma de valores,
de mágoas,tristeza,alegrias e dores,

Manter boa postura eu sei que é foda,
no fundão da miséria a luxúria incomoda,
vem com todas suas armas prá seduzí,
o dragão com chamas da maldade qué atingí

Sua alma e devorá-la fervendo com o fél,
arrastá-la para o inferno jurando que é o céu,
é cruel sobreviver no mundo contaminado
pelo satanás e os soldados do pecado.

Alienados somos nós na terra das mentiras
comedores da maça da planta proibida,
e a verdade taí no bom livro sagrado,
dói mas liberta e guia nossos passos.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

Somos marinheiros nesse mar salgado,
confusos,sem rumo e procurando algo.
o mundão tá pesado e a tortura é constante,
mar agitado,carta aos navegantes.

autor e vocal: mineiro mc
beat instrumental: mineiro mc
gravação: fyabomb record?s
edição e mixagem: dabliu eme / mineiro mc
pré master e master final: f2produções beatmaker
data da gravação: 08/06/2010
tempo de gravação: 10:00hs às 15:00hs
selo independente: f2produções beatmaker





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

MR (Mineiro MC)





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form