A Inveja é a Sina

Grupo: Neblina (Poetaz Loucoz)
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



A inveja me acopla me tira de tempo
Aonde eu estou, ela está dentro
No show ou no rolê eu sei que ela existe
Mas às vezes me deixa triste.
Se liga na fita ladrão, essa boneca é o cão
Tem um monte na multidão crescendo o olho na função
Mas não me desacata
Só ando com ouro e prata
A fala do Neblina expulsando a malvada..
Não é show de elite, mas te dou o convite
Não gosto de panelinha pra não dar estrimilique
Minha cultura não tem preço
Meu estilo é esse mesmo.
A calada do invejoso é ruído demais, tá me entendendo seu moço?
As notas de cem sai do bolso
Estou há miliano na atividade até o osso.
Não discrimino quem tem, muito menos quem não tem
Me faz bem ser alguém que não deseja mal a ninguém.
Há! Você acha que acabou, mas só começou
Atitude de um favelado mostrando seu valor.
Astuto eu sou, tendência de evoluir me faz bem
O papo quando é reto não tem pra ninguém.
A inveja não confessa e nem mostra a cara
Ela sabe que a ira é mandar pra vala...
Tudo que eu disse não é pra deixar o ambiente pesado
É só pra manter o equilíbrio, deixar o clima relaxado.
Relaxado!
Deixar o clima relaxado...

Você é um elemento que não quer evoluir faz pirraça
É a vergonha que difama a própria raça.
Deus está comigo em todo ambiente
Minha fala tem assimilação igual a dos católicos e dos crentes.
Vagabundo tá ligado como é a cena
Cresceu o olho, pisou na bola, está fora dos esquemas.
Me lembro nas antigas num corre só
Veja só... no Dió* ouvindo rap tomando caldo de mocotó.
Foi na vila que aprendi a ser o que sou
Se não fosse a minha humildade, minha atitude não estaria aqui neste momento na miúda mostrando realmente quem eu sou.
A vida é um jogo, tô que tô caminhando na moral pregando paz e amor.
Eu sei e você sabe então não reage
Não seja mais um abelhudo dando uma covarde.
Não me vem com esse papo de terêrê tarárá
Minha missão é essa aqui é por as conversas pra rimar
Assim cada um na sua e eu no meu lugar.
A fraqueza desmaiou no meio do caminho ela parou
Agora tá desse modelo soltando veneno pra quem continuou.
O Sábado já passou e o Domingo é pra recordar
Você tem a semana inteira para começar a planejar.
É nóis irmão
A disputa é uma arma quem tem mais munição ganha a batalha.
É Neblina na parada construindo a caminhada
Descendente de escravo, a casa é a senzala!





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Neblina (Poetaz Loucoz)





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form