Fragmentoz Psicóticoz

Grupo: Neblina (Poetaz Loucoz)
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Meu olho é uma câmera minha mente um gravador
O lápis, a borracha e a poesia relata a tristeza, a alegria e a dor.
Vai vendo!
Me ouvindo e viajando ao mesmo tempo
A fúria do tornado é destruir aquilo que está no momento.
Acabou, espatifou, só sobrou a semente da rosa que pra mim representa o amor.
Ande sozinho senão ?dou putrefato?
Galinha que acompanha pato morre afogado.
Pode ser que você não me entenda, mas seja cauteloso tenha paciência
A filha da vitória é a persistência...
Da guerra eu preciso
A pedra que não move cria lodo no rio
Desafio eu vejo o dia inteiro
O povo fazendo o corre em busca de dinheiro
Quem sonha acordado não tem pesadelo...
Pode ser na carroça no escritório ou no carrinho de papelão
Não interessa a sua função lutando pelo certo está seguindo a minha meta e me ajudando na missão.
O coração de pedra bate forte sem trincar
Miseravelmente sabe que tem condições, mas não quer ajudar
O pobre velho que chora e carrega o cheiro das ruas e o cansaço da fome... irmão!
Debaixo de umas marquise pedindo uma migalha de pão
Livre, solto, pronto pra voar
A liberdade presa eu não consigo enxergar
O canto da gaivota, o grito da coruja
Na madrugada são canções que me assustam...
Oh dedê!
No vale das trevas eu não consigo viver
Afundado, sou peixe de aquário iluminado
Dou meus pulos equilibrados pra não ser difamado
Tenho medo do marasmo, sacou?
A escuridão não agüenta a luz do amor
Eu piro na humildade e na pureza do beija flor.
Analisa tudo que estou dizendo...
O medo me organiza e me deixa lento controla e põem em ordem os meus pensamentos
Visão de peixe, atitude de falcão
Enquanto eu estiver vida vou manter a minha missão.
Na Estrada de Ferro está cheia de atalho
Quem está nela sofre para caralho
Detesto as coisas que vem de mão beijada
Por isso peço a semente pra plantar em casa
A terra lá é boa, não tem escaravelho
Para querer destruir aquilo que semeio sério
Visto a farda e finalizo com a blusa
Estou pronto e escaramuça para qualquer tipo de luta.
Quem planeja não se preocupa porque a conquista é justa
O livro e o tempo é uma arma que ajuda...
Eu faço meu corre sem te atrapalhar
Assim cada um na sua, eu no meu lugar
A rosa que eu planto to mundo que pegar!
(risadas)

Mano minha intenção é te manter seguro
Preste atenção, por favor, no assunto
O que eu te digo só te cresce
Não te aborrece
Quem planta só colhe aquilo que merece.
Eu sei que não posso fraquejar
O meu comportamento vai ser mesmo em qualquer lugar
Então chora, chora! Vou te deixar chorar
Quanto mais chora é melhor pra desabafar.
Pois me diga quem não erra neste mundo?
Á medida que o temo passa ele explica tudo.
Discrimina meu estilo dizem que ele é bem pesado
Me chamam de vagabundo, mal encarado
Me olham de cima embaixo com os olhos estalados
Ninguém sabe da onde eu vim e ninguém sabe quem eu sou
Meu caráter e meu estilo só prega paz e amor
Pra mim o preconceito é uma fossa oh tru, tá me entendendo?
A dúvida é o começo do conhecimento
Mano... cantei, só passei, desabafei, não maltratei, considerei, só deixei
Parábolas positivas pra você que está querendo ser meu rei...
Valeu! Eu sou eu, sem mistério!
Dentro da birosca ouço frases que levantam meu castelo.
No rolê com uma pá de irmão!
Uma andorinha só, não faz verão!





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Neblina (Poetaz Loucoz)





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form