Deprimido Zona-Sul

Grupo: Neurônios Sub-Conscientes (NSC)
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Me socorre meu pai e que uma gota de ferro os mano não
desandai
já vi criança de quatro brincando de matar aqui não
tem esporte pros guri se ocupar
pouca oportunidade pros mano trabalhar aqui só tem
promessa e puta pros playboy as mina do local não da
valor pra nóis
alguma diz é do skate é maloqueiro é ladrão, sou
maloqueiro skatista mais ladrão num sou não
eu tô no trampo sou guerreiro de calo na mão
brasileiro alagoano de coração
não tem emprego a mina grávida é depressão não sou
Jesus e nem teu Juíz pra julgar ladrão
que isso os manos estão todos deprimidos devendo e as
cobranças vão trazendo mais veneno
e o pobre sofrendo no barraco vivendo as criança tão
crescendo vão acabar se envolvendo
pra se envolver é muito fácil dentro da favela vira
finado furado vacilo num é novela
luz câmera na mão sou eu quem vou gravar já escolhi o
cenário no hélio jatobá
um gueto sem saneamento esporte e lazer plantaram a
semente da paz mais ela não quer nascer
barraco de lona escuro tem em são miguel não vou
esconder a real tendo caneta e papel
nos pensamentos é um tijolo de uma construção vou
construir um presídio pra botar rico e ladrão
não vai preso fica impune e vai a praia curtir fica de
boa sossegado a casa não vai cair
se eu fumo um beck sou chamado de marginal eles me
pegam sem dinheiro vou passar mal
lá vem eles pra humilhar policial se ele nos pega ele
nos leva pro canavial
que isso os manos estão todos deprimidos devendo e as
cobranças vão trazendo mais veneno
e o pobre sofrendo no barraco vivendo as criança tão
crescendo vão acabar se envolvendo
hélio jatobá e pá fiquem com Deus pra não acabar se
envolvendo
reginaldo Maceió Brasil fiquem na fé pra não acabar se
envolvendo
quem se envolve é lealdade não pode sair entrou em
grupo agora é tarde irmão pra desistir
conselho é bom mais não se dá e nem se compra já vi
neguinho ser sequestrado por causa de bronca
a flor que é mãe sempre dizia filho não apronta você é
minha semente e olha sempre com quem anda
a gente que é ignorante e não escuta a flor a flor que
é mãe que da carinho que da amor
se a gente morre a flor chora mucha fica triste os mano
mata morre porra a paz não existe
os dias tão rolando eu vejo o povo deprimido eu vou
fazendo hip-hop esse é meu comprimido
que diminui a minha dor no crânio no juízo cobrando os
direitos roubados por ladrões político
que não faz e diz que o pobre é que é bandido eles tem
água energia e vivem escondido
que isso os manos estão todos deprimidos devendo e as
cobranças vão trazendo mais veneno
e o pobre sofrendo no barraco vivendo as criança tão
crescendo vão acabar se envolvendo
outro envolvido é o barão só quer saber de seus bens
500 anos se passou reconstruiram a febem
engravatado diz que o negro rouba e tá com ganância
eles envolvido na cpi das ambulância
sanguessuga mensalão não vou ficar mais calado rouba o
dinheiro do povo e renúncia o cargo
escuta encobre enfrenta o medo o brasil quer saber de
onde veio esse dinheiro um tal de dossiê
se a gente erra num segundo vai mofar no presídio por
expressar meus pensamentos dizem que eu sou bandido
hip-hop é uma cultura de uma grande nação o meu país
tá impestado pé de corrupção
estou no meio de uma guerra e não posso me expressar
quem tenta informar o povo eles manda sequestrar
não tenho medo se eu morrer vai ser apenas mais um que
não aceita viver nessa sem direito nenhum
a bomba atômica a união no brasil tem que explodir eu
faço rap é cultura mandam me perseguir
sou perseguido tô ligeiro ando sempre esperto sei que
sou negro tenho orgulho e não sou analfabeto
tô em casa com o maior são joão das alagoas quem vende
alcool se diverte fica rindo a tôa
que o dinheiro é investido no forró do nordeste rádio
nunca da espaço pro povo escutar rap
fica com medo da batida que traz informação NEURÔNIO
SUB-CONSCIENTE paz irmã pros irmão
e que as criança no mundão não foram assasinadas
usando droga sem comida dormindo na calçada
pego a lata o esqueiro uma pedra 10 pau e após dias a
overdose leva pro hospital
o boy passou de carro olhou fingiu não quis socorrer
passou a marcha acelerou deixou o mano morrer
não vou rimar com alegria peço paz união mais eu tô
vendo pilantragem em forma de ambição
fantasiar versos de amor só pra enganar você não sou
forró eu sou o RAP não pago de dublê
deprimido revoltado irritado ameaçado escraxado
humilhado castigado espancado fui algemado condenado
ameaçado e escondido e só JESUS tá do seu lado
que isso os manos estão todos deprimidos devendo e as
cobranças vão trazendo mais veneno
e o pobre sofrendo no barraco vivendo as criança tão
crescendo vão acabar se envolvendo.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Neurônios Sub-Conscientes (NSC)





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form