Por Aí Vou Vagar

Grupo: Ogi
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Voltando do trabalho irritado, inquieto,
tentando esfriar a mente, pouca gente no trajeto,
feriado na cidade e eu trampando feito um ouro,
fui tomar uma dose pra tirar a zica do couro,
no buteco o senhor veio me atender:
- Diz meu garoto o que que você vai querer?
Uma bem gelada e na sequência uma maria,
esperando o drink reparei no que acontecia,
na mesa ao lado, um tiozinho palido e com cara de cansado,
o cara parecia desolado, sob 10 garrafas debruçado,
disse que a esposa o havia abandonado,
na outra mesa bem no canto, uma balzaquiana,
pisco pra mim matando uma dose de cana,
jogo em minha direção um guardanapo,
e disse que comigo ela queria ter um papo,
{refrão}
Por aí vou vagar, nesse espetaculo é vida, e nela eu devo aprender,
eu vou bem devagar, sem vacilar, deixar eu viver 2x
O Senhor trouxe minha cerva e um cinzeiro amarratodado de bitucas,
disse que as pontas do cigarro lhe serviam no combate contra ratos,
com elas era feito o veneno da arapuca,
e a tal da donzela que figura,
logo vi que ali tinha uma fera insasiavel cheia de ternura,
pois nesse mundo sem doçura,
somento o amor pra consolar as perdas de uma vida dura,
me aproximei e logo perguntei seu nome,
ela sorriu com dente sujo de batom: - Me chamo Ivone!
Diz mancebo o que que voce tem pra mim?
te levo pra minha casa e a nossa noite não tem fim!
e eu disse à ela que só estava de passagem,
vou tomar meu Drink e seguir minha viagem,
mas meus hormonios, são como demonios,
ela pede outro e agradece a Santo Antonio
{refrão}
Por aí vou vagar, nesse espetaculo é vida, e nela eu devo aprender,
eu vou bem devagar, sem vacilar, deixar eu viver 2x
Sentei de frente a ela e dei um gole na bebida,
mole e deprimida ela estava antes,
se encheu de vida, toda insinuante,
na (???) Fabio JR e Guilherme Arantes,
bem devagar foi que me envolvi,
um brilho no seu olhar a me deitar, não pude resistir,
sem pernas pra fugir, internamente eu era um vulcão e tava prestes a explodir,
maaaas, pedi licensa, fui até o banheiro,
não era mais solteiro então tinha que me conter por inteiro,
como combater o disespero contra o poder de um Santo Casamenteiro,
voltei olhei pra mesa, ela não estava,
pergunto ao senhor onde a donzela se encontrava,
- Ela foi embora junto com aquele tio,
você não sorriu pra vida quando ela lhe sorriu.
{refrão}
Por aí vou vagar, nesse espetaculo é vida, e nela eu devo aprender,
eu vou bem devagar, sem vacilar, deixar eu viver 2x

/bRu!





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Ogi





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form