Pode Ser Um Filho Seu

Grupo: Ordem Própria
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Um teste de farmácia confirmou o que mexia ali
A canção é a lágrima que não me viu sorrir
Nasci desculpa ai, sete meses ameaçado
O primeiro tapa que eu tomei provou que eu tava acordado
Anjo vestido de branco, olhando pra mim
Na mão luva cirurgica, malabaris com bisturi
Antes de vir pro mundo pré-natal foi rasgado
Tentativas de aborto prejudicou o meu quadro
Sem cordão umbilical o tubo leva comida na boca
Ali quem me aquecia era o calor da encubadora
Duvida no berçario porque o muleque não se mexe
Só tava descansando do confronto com Citotec
Comprado na mão do farmacêutico pra matar uma coisa
Que me livrou da agulha de tricô e chá de maconha
Sei lá oque é fé do católico e crente
Que se encontram na igreja e um tiu ora pra gente
Meu pai é meu próprio vô e eu nem sabia
Nem quero viver mesmo se qué o Messias
O fruto não colhido jogado no rio e na porta
Sem brinquedo, feliz aniversário e caderno de escola
Meu genitor morreu pelas treta que tinha
Minha mãe no dia das mães velada no coletivo da sedinha
Terror na menor idade olhos naufrágados no choro
Prematuro vi meu cérebro me apontar um cano.
(Refrão 2x)
Violentaram a inocência de um anjo...
Pequenos anjos...
A sociedade não intende e diz não é problema meu...
Pode ser um filho seu...
Olhei no espelho é o Jason quem ensina um sorriso
Na matrícula da Febem requisitaram registro
Me chama do que quiser, me dá qualquer nome
Até onde eu cresci fui mais homem que muito home
Meus panos de guerra não resiste ao frio
Não me apresentaram a cartilha de Cristo
Sem aprender a ler e entender no Brasil sou projeto
Doar os meus órgãos deixa rico a administração do necrotério
Um coração que bate e nem tá parecendo
Pequena consequencia que tem ó, um sentimento
Sorte da criança siamesa não ligada à mim
A Jolie e o Brad Pitt esqueceram daqui
Quér me adotar Madonna mas não o sou seu fã
Aqui também tem guerra tipo no Vietnã
Tem o pão que o bói cuspiu em cima da mesa
Venda pro casal europeu e família inglesa
Não quero me acostumar na dor cruel da fome
Sem entender que o outdoor do M'c Donallds não se come
Distraido fui ator principal do atropelamento
Na provação alucinante não tô me mexendo
É força no tanque da guerra fragilidade na pomba
Se no chão enterram corpos pra que o amor se planta
Apologia pra decoração na terra do jamais
Sonho em conhecer o pai dos filhos que não tem pai.
(Refrão 2x)
Violentaram a inocência de um anjo...
Pequenos anjos...
A sociedade não intende e diz não é problema meu...
Pode ser um filho seu...
Nossa Deus é lindo e não é retrato
Diferente dos quadro e das imagens de barro
Tô num côma induzido roubaram a minha força
Na 32 de plasma esperança é propaganda
E os que são deficiente não anda e nem fala
Vi andando nas nuvens pude até dar risada
Tomara que seus pais tenham um dia entendido
Tenham amor paciência que sejam até ricos
O homem disconjura um igual a mim
HIV, Câncer um milhão que tenha ai
Por favor tem alguém que me empreste uma arma
Pode pegar autoridade, usa ela e se mata
Cadê os carro de apoio pro menor abandonado
Eu quero uma família pode ficar com o carro
O conselho tutelar através do concurso público
Elege só sarjento pra me dar murro
Uma par de carro na frente, o resgate não vem a tempo
Eu conheço o meu sangue no chão não me vejo
Respiração não tá em mim tô mó estranho
Vai dar choque no peito onde não tem um coração morando
A luz perdeu a hora não amanhacerá pro muleque
Na ambulância de gavetas no hospital chamado IML
Na brincadeira de polícia e ladrão eu queria ser o bombeiro
Temam à Deus e não à mim
Não tô aqui faz tempo!





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Ordem Própria





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form