Oxente (Part. Rapadura)

Grupo: Oriente
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Sou carne de jegue, cep nordeste, na peste, o rec, aperte
Me teste, rap do agreste, mete canivete
Oxente, sempre presente, oriente, sente o repente
Não enfrente arrente e se ausente da frente que os cabra eh quente

Rj nordestino, nissin, rapadura, chino,
Se oriente menino que os cabra vão rimar
Orgulho dos severino, misturado com albino,
Brasileiro clandestino rimo em qualquer lugar

Oxente se oriente rapaz !
Se aconchegue o som eh esse, se achegue um pouco mais
Vem que vem ! poesia lapidada em rima
Swing carioca, junto com a ginga nordestina

A nado, rasgo o riacho, me encaixo, em fecho, de macho
Virado, diacho de baixo, faco quetar o facho, do frouxo
Abestado, bucho enxado, sente o xiado
Achado em xaxado, avexado, amuado, roxo no arroxo

Disposição cabra macho, cascorado de esculacho, no brasil de cima a baixo com saudade vou voltar
Com orgulho em cada passo, levo amor no meu compasso na praia e no cangasso, do rio pro ceará

De noel a lampião, de gonzaga a jamelão,
Do partido alto ao proibidão do baião ao repente
Mistura de cultura rapadura e oriente
A chapa eh quente sente conecta a mente

Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oxente
Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oriente

Minha rima a deriva ecoa nas esquinas da babylon,
Do litoral ao sertão, do oiapoque ao chuí
Pras mina se divertir, nissin rapadura nochi,
Tamo ai em todas as partes pra nossa arte evoluir

Os gringo so diz oh shit, o cabra so diz oxente
Os gringo poe no repeat, eu digo repete o repente
Como meu vozim, mucuim, que eh sozim, no comfim
Diz pra mim, bem assim, oh meu fih, tu eh mais doce que alfenim

Brilho nos olhos poeta, música expressão sincera,
Agradeço ao rapadura aqui por nos iluminar
Vejo a luz da lamparina, que ilumina, disciplina
Oferenda a deusa rima por ela eu vou orar

Pa-papo de futuro, se liga malandro visão de gavião, disposição cem porcento, talento pesadão
Sou chino de niterói, bota a conta no meu nome, sujeito homem honro minha bronca no microfone

Quebrando um moi de cuento, no contratempo de dentro
Engolindo vento, adentro, enfrento, lombo jumento
Rapido raio, caio no ensaio, não saio, ataio
Trago ao mangaio, aplauso atraio, remexo balaio

Cada amigo em cada esquina em cada esquina
Eh o que me determina, flutuo diante a sina de ir e não querer voltar
O mar vai virar sertão e o sertão virar mar,
Essa eh a minha certeza de que o jogo vai virar !

Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oxente
Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oriente

Cê para e separa, equivalhe o que é que vale, contra-verso controverso, vice e versa, versa vice
Unir verso no universo, to imerso e não disperso o tempo aqui eh precioso, por favor não disperdiçe

Sabe , se não sabe sobre,
Soube aonde o rap, no seu espírito bate
Então abre a percepção e ouve,
Esse som original, produto nacional de qualidade !

Não gaguejo, eu pelejo e protejo, o som sertanejo
Dom que derrama, aclama, o desejo, lama caranguejo
Da mao sai a escrita viva, sanfona sentida, gonzaga minha vida
Cantada e contida, viva patativa

Puxo o "x" no meu sotaque, de gonzaga a tupac
O nordeste é que eh mestre, berço do nosso país
Agua no meio da seca, lampião na escuridão,
O sistema faz agente esquecer nossa raiz

Na atividade !! eu sou tipo agente bourne,
Que fica com o olho aberto, enquanto o outro dorme
Que joga no chão pro santo, e bebe um outro gole
Palavras são o que me resta o que presta da mente storm

Da xilogravura, ao papel, literatura, cordel
Minha escritura, apura, altura, do ceu, pra quintura,um chapeu
Mais doce que mel, menestrel, amor fiel, que se apegue
Por inteiro entregue, mais duro que espinhaco de jegue

Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oxente
Mar com o remo a remar com a rima a rimar
Jangada do amar oriente





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Oriente





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form