Prova de Fogo

Grupo: Paradgma
Álbum: Direito de Sonhar
Ouça o som:   tocar tocar tocar



senhor eu quero te servir
eu abro Mao do meu tesouro
sou pobre cega e nua
mesmo com todo o meu ouro
e se eu morrer e pra nascer
de novo e te seguir
e se eu perder e pra ganhar
100 vezes mais e evoluir
a vida e o nosso bem maior
sonhei que eu nunca morreria
sonhei com o dia D
sonhei que Deus perdoaria
mais ha sonho que não pode ser
olhos que não podem ver
tempestade que não podemos prever
senhor livrai-me do mal e da fúria
dos meu perseguidores que me odeiam
sem causas são como cães agressores
despedaçam nosso sonho nossa Fe
nossa esperança transforma o sentimento
de amor em ódio e vingança
que despertar o que ha de pior em mim
com suas pedras de tropeço
e o começo do seu fim
sou como a ostra do mar tenho
poder de transformar a dor que
ha dentro de mim em perola.

a minha sede e de justiça
a minha vida esta em jogo
meu coração em chamas queima
a alma a minha prova e de fogo.

"quem poderá se curva ao descaso
os golpes do mundo a injustiça
dos mais fortes agonia do amor
não correspondido a doença
do século 21 a depressão
o que fazer quando e você
e seu pior inimigo?"
Entre confronto comigo mesmo
dia e noite, noite e dia
o mal me atrai e me persegue
mas não me domina eu venci
que seria fácil seguir seus
passos sua palavra mais
como fugo a minha sede de justiça
que queima a minha alma
como Pedro êxito em faltar
em confiar quem traiu sua
confiança assim como alguém
perdoou apagou quem passa
nossa aliança me provoca
ser submarino a lei da igreja
de cada me critica eu faço
do meu jeito e o modo quando
eu andava eu nascir para vencer
para vencer eu nascir nenhum
homem na face da terra poderá
fechar as portas dos céus
para mim se eu tenho o poder
de mudar de salvar de curar
de acalmar tempestades quero
parar a chuva de sangue que
alaga as ruas da minha cidade
Porque tudo nessa vida passara
nada ficara senhor vem derramar
só tua vontade permanecera
eu nascir para conquistar
eu não vou parar seja como for
a prova o que tiver eu ainda
vou passar cálice da ira
pelo sangue derramado espírito
de morte nesse mundo ainda andando
o tal apocalipse derramou seu
eclipse a prova da nossa lei
para seguir quem resistir.

a minha sede e de justiça
a minha vida esta em jogo
meu coração em chamas queima
a alma a minha prova e de fogo.

amar...
amar e perdoar o que
não tem perdão e ter
amor por quem te odeia
sem razão e levantar
do chão alguém que só
quer te derrubar
e não levar em conta
amar e se doar
e não deixar as magoas
tomar conta da união
e não alimentar a guerra
e o ódio no coração
e ser amigo e dar abrigo
e dividir com quem não tem
e não guardar rancor
vencer o mal com o bem
sonhos vem tempos vão
alvos tem outros não
posso vencer a tempestade
a prova me traz coragem
hoje eu sei digo nao conquistei
meu perdão posso lutar
com igualdade meu Deus minha
Fe minha blindagem
e seja como for...





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Paradgma





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form