Eu Continuo

Grupo: Rap Sensation
Álbum: Não na Terra do Sim
Ouça o som:   tocar tocar tocar




Eu continuo, avanço e não me silencio diante dos gritos
dos maus, enquanto os bons se calam e recuam.
A violência ganhou destaque no início da humanidade e
o primeiro homicídio de história é registrado e é
familiar.

Irmão mata irmão e só prosseguiu o regresso sem
progresso nenhum, e hoje não é diferente.
Violentamente a violência invade os corações sem dó e
com muita dor.

Eu continuo, participando da louca maratona diária em
busca do justo, não do lucro e ganho que cansa o
físico, abate o espírito, esquenta a mente, esfria o
coração.

Até chegar na linha de chegada e subir num podium pra
ter o troféu da aparente vitória.
Pessoas realizam o sonho da casa própria e vivem o
pesadelo de não terem o próprio lar.
O homem até tem a sua mulher, mais não tem a sua
esposa e vice versa.

Tem vitórias financeiras e derrotas na saúde e
família.
Eu continuo, dizendo o que não querem escutar, e mesmo
se fazendo de surdos ouvem de mim, dependência ou
morte!

O bombardeio da sensualidade, pornografia e
prostituição foi tão forte que atingiu o de menor ou
melhor, pior, a criança que do colo da própria mãe foi
entregue a podridão oculta.

Eu continuo, e denuncio o lixo do crime organizado que
desorganiza a sociedade e destrói a estrutura das
famílias e pais que em lágrimas sepultam seus jovens
filhos que se alistaram no exército do horror.
A justiça injusta pune o justo, absolve o injusto, a
policia é quem assalta e não prende ela mesma.

A paz tá falecida, a verdade é distorcida,
e a torcida organizada e uniformizada
aplaude de pé o triunfo dos mundanos
imundos do mundo.
Púlpitos corruptos, súditos do vilão da escuridão
pervertem e invertem a caminhada em direção a luz e
tentam apagar o que ainda permanece aceso.

Dia a dia o caráter do homem é deformado por ele mesmo
e não há ferramenta humana que conserte o defeito.
Desde o Éden os passos do homem se perdem diante de um
caminho que é reto, plano e pra cima.
Eu continuo, não golpeando o ar, lutando em vão,
correndo em círculo, gritando ao léu.
Sendo flecha que o Arqueiro lança pra acertar alvos
vivos, reféns da morte, corações de ferro que pulsão
óleo, mentes povoadas por cifrões, pelo poder, ser e ter.

Mas talvez um dia olhos que já viram quase tudo vão
querer ver o invisível, ouvidos ouvir o inaudível,
corações sentirem o insensível alcançar o
inalcançável e poderem o impossível.
E que essa hora chegue cedo pra poucos e não tarde pra
muitos, mesmo sendo pra todos.

No ringue mundo se eu não lutar com as armas com os
padrões do alto, aqui em baixo eu morro no primeiro
round nocauteado.
Luto com um adversário forte que às vezes tenta me
derrubar com golpes internos, mais persevero, me
esquivo e às vezes me venço.

Eu continuo, abraço a causa de um Herói que por mim
venceu a morte morrendo sem matar ninguém, que na
verdade vive, sempre viveu e viverá sempre.

A Vida através de mim clama com voz de amor; Eu Vim
para que vivam e não pouco.
Mais, atraídos por aquele que rouba, mata e destrói
são tragados como fumaça.
Se ouve em todo lugar; Eu sou o Caminho, mais se
perdem nos atalhos desse mundo.

Há verdade, mais a mentira os convencem.
Há vida mais a morte os matam.
Mais eu continuo, recusando o que aceitam, correndo
contra o tempo, na contramão do trânsito, contra
golpeando eu luto até o fim.
Perseverando em dizer; NÃO na terra do SIM, até o fim
eu vou.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Rap Sensation





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form