Pra Quem Quiser Saber

Grupo: Rivais
Álbum: Pra Quem Quiser
Ouça o som:   tocar tocar tocar



?Cêis qué sabê? isso aqui é o rap o grito de guerra do fundo da alma
Pancada sonora levada louca arrancando suas palmas
A herança é o dom o espaço é pros bons
Pra quem não esperava de volta as pancadas nas caixas de som
De qualquer lugar tirando os barracos do chão
Fazendo o rap viver com as batidas do coração
Pra fechar a boca de quem abre sem ter o que falar
Liga lá ?pro?s muleke loko? se embalar
Sem parar a sessão, sem falhar a missão
Sem comparação com os cuzão que escreve sem por o coração
Não é pagando não tamo à milhão na contra mão
Dos ramelão, que o tempo mostrou em contradição
Poesia suja, tipo o jogo dos que vão queimar no fogo
Som de doido varrido, fudido explodindo o globo
De quem se perdeu, se rendeu, ramelou na missão
Fechando as pernas e abrindo as mentes agora é o rap de volta em ação
Meu arsenal de guerra camuflado nos cadernos
Modas vem e vão, mas soldados do rap são eternos
Levada de louco, maluco, aqui Vulto atropelando os putos
Com os versos mais brutos no mike ligado
Pancada sonora que espanca e levanta defunto
Avisa lá que é a ?VIVANOIS? nos fone, falante
Nas caixas possante peso de elefante
Falam que fazer rap é fácil ainda tem quem concorda
É fácil memo! mais só é fácil pra nóis que é foda.

Refrão:

Nóis vem pra ficar, e os incomodados pode mudar
É som pra bombar chega e tira tudo do lugar
E não vamos parar nem se o chão tremer se ?as caixa bater?
No último volume aqui é o Rivais pra quem quiser saber.

Muitas vezes sozinho eu ficava pensando
Tentando entender, o que eu ia ganhar com isso
Já cheguei até, querer jogar tudo pro alto
Mas pensando bem, vi que eu também era bom nisso
Ai fudeu! cai pra dentro "meti as cara"
Na prece pedi, proteção pro corpo e pra alma
Na calma segui, só desenvolvendo o dom
Tirei de lição pra mim só aquilo que tinha de bom
Escrevendo rap cantando pra rapa
Com o microfone rimando em cima das batidas pesadas
Com o pé na estrada puxando o bonde pra frente
Com a cara e a coragem nadando contra a corrente
Foi preciso ter forças pra não desanimar
E permanecer na corrida
Já tive até que ouvir merda de uns fracassados frustrados
Que nem teve um objetivo pra seguir na vida
Convicção foi o que eu precisei
Pra continuar fazendo aquilo que eu sei
Tive que matar um leão por dia pra sobreviver
E percebi que mais difícil do que chegar é se manter
Que todo dia é dia de ter que se superar
Que o tempo perdido nem sempre é possível recuperar
Que a vida passa depressa e a gente não deve esperar
Que as coisas caiam do céu sem nem mesmo sair do lugar

Refrão...





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Rivais





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form