Vicio

Grupo: Shawlin
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Me lembrei que eu fumo, injeto cheiro dinheiro e caço as siringas
filas brancas no espelho pra suprir necessidade do meu bolso eu vejo
eu vejo eu vejo vejo o dinheiro(2x)
Que Deus me dê dinheiro faço o que for preciso e que ele me ajude a encontrar meu paradeiro pos aprecio e venero o poder de um papel eu enlouqueço sinto calafrios quase em todo o seu corpo eu entrei e insisto que é possivel resistir a esse castigo que veio assisto a morte que ele trás e mesmo assim aceito dinheiro um navio que trás consigo milhões e milhões de pesadelos demonios convictos crentes de sua vitória eu vejo rotas manchadas de sangue e racismo e ainda sim eu quero com modo perfeito um petisco fazendo o contrario por ele todo mundo até eu me arrisco me diga se é maneiro trabalhar o dia inteiro e não subir na vida se não tiver ele como amigo pode parece tão normal que eu me esqueço que é esquisito e sendo um parceiro ou escravo é o requisito pra chegar nesse serventeiro maligno olhos grandes e vermelhos a visto que a dor desse e nem porque queimam olhos negros e mistos o bem e o mal eu corro atrás acelerando eu nunca freio vidro quebrado no corredor sangue escorrendo por de baixo da porta mas um viciado por dinheiro trocando a sua dor por aquela droga seja como for carrega tudo de fora pistola preocupado e pensando no dinheiro que sua mão vai por e só espera que tudo de certo na hora
Me lmebrei que eu fumo, injeto cheiro dinheiro e caço as siringas
filas brancas no espelho pra suprir necessidade do meu bolso eu vejo
eu vejo eu vejo vejo o dinheiro(2x)
Aquele tal Deus que nos veste com calçada fazendo quase todos idolatrarem fazendo os infieis sofrerem com isso tambem e pelo roubo se vingerem fazendo os ricos ti soltarem desgostarem os que tão no começo se viciarem diferenciando semlehantes e os fazendo não mais se misturarem e acharem que são superiores pela droga que nisso botaram insisto um destaque tremendos (rrraaassshhh) de armas parem não mais trabalhem se drogarem mas antes do que não escapo desta tentação sem dinheiro na mão como os irmãos que hoje aplicam armas intensão prestando atenção nos tiros de rojão snague de mais pobres morto ali no chão guiando o próprio condutor que nos leva a outro vicio de nomes como (num sei escreve o nome dos maluko!) com (?) de algodão provocam alienação inteira de uma faze inteira nação preocupação sem ocupação um homem dormindo escondendo seu vicio em baixo do colchão e eu me vejo nessa situação sem ficção aceita a mim mesmo e repito melhorando a dicção em cima do dinheiro como finge estão os deputados os homen mortos trabalhando no cemitério palitando o governo mistério rindo sério muito dinheiro pra nação pouco crédito tão pouco crédito!
Talvez minha mãe devesse ter me deixado de fora dessa boca perto de tantos homens estragando sua vida por grana em quantidades loucas sendo que poucas pessoas tem com ele uma vida realmente boa marinheiros entrando de gaiato no navio que vai a pique pela proa um rombo na poupa de olhos abertos mas não mais espertos tendo cuidado pra não fica a toa faz e o certo é que até eu me drogo com essa porra e me afeto com esse objeto que faz o trajeto na minha corrente sanguinea e o meu cérebro isso me atordoa vendo o dinheiro minha mente voa e o barulho de uma simples moeda em meu ouvido ressoa grana porque se vicia foge de cada homem que amou não existem gangsters todos são mercenarios ainda que briguem por pucos trocados onde apenas os viciados brigam por fatos passados ainda que todos os motivos sejam errados todos aceitam o ditado não formato (?) dizem que os epertos aprendem dos otarios mais uma vez o fazedor de escravos homens viciados se mostra a arma parando o coração de empresários estressados pobres coitados homens bastardos que respiram com infelicidade sem razão pro seu trablho sem razão pro seu trabalho e eu tambem sou viciado e eu tambem sou viciado...
Me lmebrei que eu fumo, injeto cheiro dinheiro e caço as siringas
filas brancas no espelho pra suprir necessidade do meu bolso eu vejo
eu vejo eu vejo vejo o dinheiro(2x)





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Shawlin





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form