Formigas

Grupo: SNJ
Álbum: O Show Deva Continuar
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Deixa pra nós então!
Hahaha.
Ver o sol atrás da montanha, não é fácil
Perco a minha vida até com uma bituca de cigarro
O que tenho de melhor trabalho com a força
Nas costas carrego duas vezes meu peso, a folha
Que vai servir de alimento, tendo sorte não serei
Levada pelo vento
Com o tempo eu aprendo ser um operário dentro do
Formigueiro
O dia nem clareou estou no trabalho, um por todas,
Todas por um, nosso hábito
Juntas, retiramos um obstáculo, que estava no caminho
Impedindo o itinerário
Todo dia, ando quilômetros todo dia, não me canso de
Ser útil, ter serventia
Sei que a rainha nem liga pro meu esforço,
Mas tenho que fazer por onde representar meu povo
A sorrir, a chorar, se cair levantar e caminhar
Pois num piscar de olhos a vida vai embora
Num piscar de olhos o corpo leva pólvora
Do pedreiro, do carpinteiro, do lixeiro, do
Barraqueiro
Do amarelo ao preto, do branco ao vermelho
Todos carregam a união do formigueiro
Em cima de uma árvore vejo a cidade, poluição,
Poluição, mas como arde
Ah! infectando, o ar q eu respiro, começou a chover
Preciso de um abrigo
Com a terra molhada fez sumir a trilha, tenho que
Tomar cuidado com a minha vida
Um pisão em falso fico esmagada.
Vejo uma sombra, estou preparada. fui pisoteada não
Reclamei de nada
Só queria deixar algumas palavras, ouviu ficou triste
Com a história?
Ham! deixa o farelo de pão cair que as formigas vão a
Forra! vão a forra, vão a forra!

Caminhando assim, na solidão, com o peso em minhas
Costas ajudando os meus irmãos
Sigo a trilha, aos poucos vou vagando, destino
Formigueiro população se amontoando
É tempo certo, hora certa, conseguir comida, tudo ruge
Toda forma vai um homem quer dizer a formiga, o preço
Que se paga resultado de uma vida, morrem afogados se
Alguém cospe lá de cima.
Não é colméia, mas quem manda é a rainha. um fala
Outro obedece não confunda com brasília
A graça poética romântica dessa fita, no formigueiro
Todo mundo é igual
Enquanto humano o olhar te fuzila.
Moço, parece coisa de louco, caminharemos juntas e
Todas na humildade sem alvoroço
Manutenção do formigueiro através do rap trazer algo
Novo
E uma boa pros ouvidos e pras formigas um pedaço de
Bolo.
Tardo, migo e crioulo, antena de ouro, invadindo a
Cesta de pão de algum vacilão que te causa nojo
Perder a paciência, quase perdi foi por pouco
Aprendi com as formigas que a união serve pra todos

For-migas façam meu trabalho aonde for-migas façam meu
Trabalho aonde
For-migas façam meu trabalho. for-for-mi-mi-gas-gas
(4x)





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

SNJ





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form