Presente Para O Céu

Grupo: Snyper
Álbum: As Lágrimas Fortalecem
Não há video para essa música



Meu aniversário, mais uma década se completa
Me lembro de tudo, até da minha primeira bicicleta
Várias coisas me vem na memória
Derrotas, vitórias, glórias,
Obrigado senhor, pela oportunidade
Mesmo sabendo que é difícil, entrei na faculdade
Deveria estar feliz, não assim
Com um nó na garganta, sensação ruim
No meu rosto deveria estar o brilho
Afinal daqui 2 dias nascerá o meu filho
Falta pouco pra eu ser o pai mais feliz
Realizar o sonho, o que eu sempre quiz
Leva-lo pra escola, viche jogar bola
Roupa de atleta, ensina-lo a andar de bicicleta
Lembro que um dia no farol eu vi
Mó frio, mas aquele moleque estava ali
Nunca vi meu pai, tio
Minha mãe disse que ele sumiu
O ódio amargou minha garganta
Cinco anos de idade e já não sabe o que é infância
Amigo íntimo da humilhação
Parente de primeiro grau da solidão
Meu aniversário, chego em casa, tudo normal
Minha mulher fez um bom pré-natal
Não ganhei presente, não faço questão
Pois está pra chegar o meu campeão

REFRÂO
Por mais durão que você seja, o coração de um pai derrete
?A gente estava a espera... e eu não posso mais ver nascer o meu pivete?

Três da manhã, susto, desespero
Minha mulher com hemorragia, fiz à Deus um apelo
Muito sangue, preciso de um médico urgente
Aviso os parentes, de repente
O sangue gela, me lembro da capela
Mantenho a fé, que Deus ajude que não seja nada
Meu Deus, como é longa esta estrada
Morar longe da cidade é foda parceiro
Acelerador no talo, sem freio
Me sinto o mais frágil do mundo
O tempo voa, nunca valorizei tanto um segundo
Tipo peixe no anzol, avanço cada farol,
Uma maca urgente por favor
Não ouço o nenê, cadê o doutor?
Fomos pro andar de cima
Já não existe mais sangue, só adrenalina
Ultrassom, quero ver seus movimentos
Já não sei mais o que passa em meus pensamentos
Entro na sala, o enfermeiro
Não ouço o coração do meu nobre guerreiro
Por um momento acho que a tela do monitor travou
Mas o chão sumiu quando ele falou:
O coraçãozinho não bate e ele está sem movimentos
Não consigo acreditar, não neste momento
Não pode ser...o que isto quer dizer?
Demorou, mas finalmente, me liguei que não ia ver meu filho crescer

REFRÂO

Saguão escuro, sombrio
Minha mulher aos prantos, sinto muito frio
Era só o início do pesadelo
Senhor! Por que não quiz ouvir meu apelo
Veja que ironia, que covardia
Ter que assistir aquela cirurgia
Tubos, aparelhos, sangue no corpo
Meu filho, nasceu nati-morto
Consigo manter o equilíbrio necessário
Não sou guerreiro primário
Entro no quarto e finalmente
O raciocínio lógico vem em minha mente
Um rio de lágrimas caem, molham o chão
Desespero, agonia, ódio, tristeza, solidão
O mundo faz campanha contra o aborto
Enquanto meninas vendem seu próprio corpo
Não lembram quanto vale uma vida
Geram e usam mais um erro como saída
É lamentável, estado miserável
Ver meninas de 12 grávidas, sem instrução
Ver a filha da puta joga-lo fora, é sem perdão
Ligo pra funerária disponível, o vazio em mim já é visível
Um caixão branco será seu berço
Senhor, será que já não paguei o preço por tudo que mereço?
Me lembro do dia que pintei seu quarto
Preferia ter morrido de infarto

REFRÂO

Ao chegar no cemitério alguns companheiros me aguardavam
Alguns até choravam, me abraçavam
Cadê minha família, pensei
Meu primo, primeiro a chegar, mó consideração, eu sei
Cena triste, será que Deus realmente existe
Minha mãe, irmã, sobrinha
Pode crer, eu sabia que elas vinham
Um abraço forte da minha coroa era tudo o que eu precisava
Uma mãe que sente saudades de dois ali estava
Trazia o pastor, consolador, enviado do Senhor
Uma breve cerimônia na capela
Meu coração mais uma vez se congela
Sonhava estar colhendo frutas no cacho
Mas levo um caixão branco nos braços
Eu que sempre admirei as crianças
Eu que condeno a ganância
Vejo um buraco engolir minha única esperança
Terra, flores, pronto, acabou
O sonho se desfez, evaporou
Pai, hoje sinto e entendo a sua dor
Hoje sei o que é realmente ser um sofredor
Hoje se foi mais uma parte de mim
Em um caixão branco com cheiro de Jasmim
No céu mais uma estrela, um anjo enfim
Mesmo com um sentimento profundo
Entendo, filho, você não merece este mundo

REFRÂO





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir

Veja mais letras e videos de

Snyper





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form