Queda

Grupo: SP Funk
Álbum: Lado B Do Hip Hop
Não há video para essa música



Haha, qué dá? hihihihi
Atenção preste atenção, hoje eu tô na intenção!
Confusão não, as vezes o perdão é a solução!
Minha manifestação acaba em explosão!
Tudo isso é em vão se não tiver a conclusão!
Minha situação no momento e de depressão,
Eu tô com fome de mulher e de pão me ajuda, irmão!
Meu amigo é o cão, gostaria que fosse o violão!
Eu com dinheiro na mão teria um monte de sogrão!
Som de drão, faz a invasão na sua televisão!
Malucão, seu avô fica quando ouve meu som!
Nessa competição não funciona a tática do felipão,
É na canção que me preparo e sou campeão!
Palavrão eu sei é falta de educação,
Mas aí fala verdade, politico é tudo cuzão!
Avião é traficante ou pode ser um mulherão!
No vão entre as pernas tá perdição!
Sou espada hoje e na próxima encarnação!
Se os homem tem um lado feminino, o meu é sapatão!
Ninguém pediu sua opinião fica na moral então,
Sempre que tem políciais, sou o azarão!

Queda! se caiu, levou um tombo?
Queda! não vem chora no meu ombro!
Queda! sempre ligeiro no ponto!
Que dá? então da que eu como!
2x

Novo milênio tá ai, o futuro já tem nome!
Desvendado o mistério, sherlock holmes do microfone!
(hip hop é o som?) elementar meu caro sangue bom!
A fronteira do maestro, eu nunca nunca perco o tom!
Na estrada, fazendo do meu jeito tipo sinatra!
Rimas elaboradas essa é a marca registrada!
Autodidata programado não quero direção!
Papel e caneta espero a dádiva da inspiração!
A rua é o palco, a rima é o jogo.
Já sai da mira dos tiras e fiz a conexão com o morro!
Ouro de tolo, minha maior loucura é alucidez!
To na fronteira da insanidade com a sensatez!
Mas como disse o motorista,
Na vida tudo é passageiro.
Nao sou o zeca, mais tenho fé no meu apego.
Se for a débora e a seco!
Se for a suzi é no rego!
Do polo sul ao polo norte,
Eu vou que vou quebrando o gelo.
Que cara feia mano, qual que é? azio foi?
Não to nem ai se isso que você chama de toilet, pra mim é boi!
Doido-varrido, verso-maniaco, poeta abstrato.
Minha obra muitas vezes surreal, que nem picasso entrando.
No triângulo das bermudas e das sais curtas.
Com mais safadeza do que puta na rua augusta.
Do fruto proibido, provado desde o jardim do éden.
Se não for comigo no seu devido tempo ele apodrece!

Queda! se caiu, levou um tombo?
Queda! não vem chora no meu ombro!
Queda! sempre ligeiro no ponto!
Que dá? então da que eu como!
2x

(ai, espera lá fora que eu já to indo...vamo lá?)
A guerra começou, ignição autorrimática!
Agora eu vou, se to na área eu faço é gol!
Na estrada quem manda é caminhoneiro,
Cd na praça que nem um pagodeiro.
Ta vendo algum pandeiro? nao, mais tem varias bunda!
Ouço elas falando que a barra ta funda.
Maconha sua cabeça, verso paranormal.
Com tanta informação inutiliza o jornal.
Siga os passos velho mestre,
Filme de kung-fu, o que passou passou, soco a parede, mando toma
No cú!
Seu disco é feio que nem você, tem um buraco no meio
Eu pisoteio cd que nem touro no rodeio.
O buzu ta solto, meto em uma catraca dentro.
Sua musicalidade quem levou foi o vento.
Sangue bom "gusta", mais eu não paro a busca.
Fabricando mais música do que a volks fez fusca!
Suco de buça, eu to com sede me da um gole!
Pergunta e resposta, se não tá duro? (tá mole!)
Sem assistência mulher fica desamparada, diz que b.o.m.b.a., a
Qualquer hora da madrugada!

Queda! se caiu, levou um tombo?
Queda! não vem chora no meu ombro!
Queda! sempre ligeiro no ponto!
Que dá? então da que eu como!
2x





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir

Veja mais letras e videos de

SP Funk





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form