Anjos da Cara Suja

Grupo: Thaide & DJ Hum
Álbum: Assim Caminha A Humanidade
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Olha bem naquela esquina
Vou parar naquele farol
Menino ou menina,
Caixa de bala enfrentando o sol
Uma moeda paga a limpeza do pára-brisa
50 centavos, 20 centavos... quem precisa?
Eu sei!
Depende da semana inteira
Muitos lutam contra todos
Pra não fazer besteira
E no frio é pior, se liga só
Saudável ou não, importa quem administra, não tem dó
E as crianças se ajudam de olho no futuro,
Pois quem pode ajudar, só deixa furo
E só o apoio necessário fica difícil evitar os furtos
E, muitas vezes, vão parar do outro lado do muro
Anjos da cara suja, em contato com a maldade
Querendo apenas ter uma infância de verdade
Carrinho eletrônico, boneca, bambolê
Acabou-se a magia, o que se vai fazer?
Trabalhar, estudar, que dúvida difícil
E fazer os dois é quase impossível
Momentos que não dá pra brincar
A coisa é mais séria do que se pode imaginar
Meu deus, ajude o menino muito mais,
Ooh, lá, lá...
Deixa ele crescer em paz, ooh, lá, lá...
Ignorância, ganância, sinta a fragrância da menina na calçada
Pequena distância, trabalha duro, não pára um segundo
Dama da noite, profissão mais antiga do mundo
Uma corta cana, ganha uns trocados
A outra tá nervosa, precisa de um cigarro
Tô ouvindo um alvoroço vindo lá do quarto
E a menina que já sentia a dor do parto
Não vê a hora de se tornar mulher madura
Apesar de sua atitude totalmente prematura
Muitas pessoas já passaram pelo exemplo
Que estou citando hoje
Já pensou se ela for mais uma mãe solteira aos 14?
No olhar, a marca da infância perdida
Isso é, se a droga não chegar antes e levar a sua vida
E essa vida bem diferente da sua
Nunca teve mordomia e vive nas ruas
A confusão já começa dentro de casa
A irresponsabilidade dos pais é que atrasa o lado
A maior falta de inteligência é achar
Que tudo pode resolver com violência
Doutoras, professoras, psicólogas neuróticas
Bom estudo, aparência, ilusão de óptica
Se preocupa mais com crianças que nem conhece direito
Se acha no direito de exigir respeito

Refrão
Homem é problema, sempre esperto nos esquemas
Aventura estampada no peito feito um emblema

Parecem os garotos da terra do nunca
Tem sempre um peter pan comandando, liderança profunda
Nos faróis fecham os vidros, olhando pelo espelho
É medo do moleque de chinelo de dedo
Corre, corre, a polícia não demora a chegar
Bateram a carteira de alguém e o menino é quem vai pagar
Muitas vezes a escola é lembrada apenas pelo nome
O interesse é a merenda que ajuda a matar a fome
Bate uma bola, andar de carrinho de rolimã
Fazer a rabiola da pipa pra soltar amanhã
O garoto que a dez anos atrás tinha 10, agora tem 20
Você pode ser a vítima seguinte
Depois todo mundo vai querer condenar
Mas ninguém quer fazer nada pra ajudar
Se todos fizerem a sua parte com boa intenção
Eles terão de volta seu respeito como uns cidadãos
Alguns na candelária, outros na febem
Todos os dias milhares de jovens são assassinados
Também a vida dura continua na rua, na fuga dos trens
Deus proteja esta molecada em nome do pai, do filho, amém.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Thaide & DJ Hum





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form