Conflito

Grupo: T.J.D.
Álbum: O Caminho
Ouça o som:   tocar tocar tocar



A minha cota é ser resiliente à todos os tropeços
Desta vida me manter sempre firme e ter uma vida digna
E se vacilar não perder a auto-estima
Levantar a cabeça e batalhar pra dar o melhor
À mulher da minha vida, ser o herói da minha filha
Mas confesso parceiro ás vezes quero é o dinheiro
As carreta da hora, ostentação à toda prova
E quem quiser que venha na cola
Mas não é isso que pretendo, pretendo correr pelo certo
Pois quem vai pelo outro lado o final é sempre o mesmo
Quem é justo é justo, quem não é vai pro sepulcro
Desde Caim que está história se repete neste mundo
Porque esse mundão não tem mais jeito
É a fé em Deus que me faz ser diferente
Passei a fazer não o que quero e sim o que é correto
Não é fácil eu sei, altas batalhas internas
A batalha da mente é a pior de todas elas
Aí procuro me isolar e o pensamento vai longe
As viagens da mente à todo instante
Às vezes causam sequelas, só quem controla seus instintos
Não sentirá o peso delas, o peso delas.

Meu inimigo quer mer ver caído, quer me derrubar
Se eu der um vacilo, ele acaba comigo, quer me esmagar
A guerra é constante, à todo instante, não vou vacilar
Um passo infalso em meu próprio passo posso tropeçar

Prossegue a luta, resposta pras perguntas
Na mão esquerda a pedra, na mão direita a funda
Não ter esperança alguma, desilusão em suma
Vida de sofrimento, foi tudo minha culpa
Nas ruas mais escuras, na cova mais profunda
A noite é só mais uma que na dor me recruta
Chegar a idade adulta, sem profissão nenhuma
No deserto às dunas , só deixa a visão turva
E a alma pede chuva, pede os cachos de uvas
O alívio que procura, então o fim da busca
Mas tá firmeza truta, não descarrilhe em curvas, que o inimigo usa
A luz falsa que ofusca
Se é pra vencer na vida, com mastercard, visa
Se é pra dizer Marisa, escolhe que o pai tira
Ou então pago à vista
Me diz pra quê os pente? Se não saiu do ventre
Se no jardim das mentes há rosas e serpentes
E que nele cultivo, o que mantenho vivo
Quase sempre abrolhos, poucas vezes os figos
Em meio à selva a fauna, só dá vazão pros traumas
Pros verme bate palma, mais um leão pra jaula
Sei que alma tem sede, mas erga os olhos, vede
Farão ao galho seco, pois fizeram ao verde
Mas sei quem vence a causa, que dá descanso às almas
Te tira do monturo para a montanha mais alta
Do Rei Davi raiz, do tribunal juiz
E o réu confesso em lágrimas
Meu Deus, perdoe por tudo o que fiz
Todos de pé no tribunal, o juiz vai proferir a sentença:
- Inocente!

Meu inimigo quer mer ver caído, quer me derrubar
Se eu der um vacilo, ele acaba comigo, quer me esmagar
A guerra é constante, à todo instante, não vou vacilar
Um passo infalso em meu próprio passo posso tropeçar

Mas aí parceiro, nunca se esqueça, mas permaneça na fortaleza
A glória da segunda casa é bem maior do que a primeira
A glória da segunda casa é bem maior do que a primeira
É tudo dobrado, fique ligado, pra sempre marcado
Leão da tribo de Judá anda do nosso lado
Tem libertado, nos afastado de tudo aquilo que é maligno
Tem nos colocado diante daquilo que é benigno
Pra ensinar a não vacilar, ao guerrear à ele clamar
Jeová Rafah é quem sarará, é só acreditar, é só confiar
Por isso meu truta, manter a postura na mesma conduta
A vitória é sua, constante ajuda, tá na escritura, pra aqueles que escuta
É só obedecer, tá no proceder, daquele que crer
Que seja você, da pra me entender, sem se esconder
À todo momento Deus ama você
No amanhecer a nova alegria, os prantos que tinha, que sempre existia
Deixava agonia, lembra as correria, os caminhos que trilha no seu dia a dia
A verdade é certa então fique alerta no que se acerta
Na casa do Pai a porta é sempre aberta.

Meu inimigo quer mer ver caído, quer me derrubar
Se eu der um vacilo, ele acaba comigo, quer me esmagar
A guerra é constante, à todo instante, não vou vacilar
Um passo infalso em meu próprio passo posso tropeçar





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

T.J.D.





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form