Sem Palavras

Grupo: Versão Popular
Álbum: Quem Viu, Viu
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Sem palavras
Meu povo aqui é forte
Não pensa em desisti
Sem palavras
Pois a vitoria vai surgi
Sem palavras
É só você acreditar

Eu agradeço sim
Por vocês existir
Obrigado todo mundo
Os parceiros enfim
O tempo me ensinou
Que a vida aqui tem valor
A alma aqui padece
Quando se guarda o rancor
Pelo amor estamos nessa
Um a mais pra soma
Sai ziki-zira
Deixe os pretos caminhar
Falar de coisas boas
Que conforte o coração
Dar risada atoa
Relembrando os pião
Desde noventa e nove
Estamos juntos nessa ponte
Historias pra contar
Verdadeiras têm de monte
O tempo é quem define
Quem é fraco quem é firme
Resistência não se compra
Não se encontra na vitrine
Sem palavras
A todos aqueles que contribuem
Faz da vida uma canção
Releva o tempo ruim
Você tem que acreditar
Que o amanha será melhor
E se parar no tempo
É soprado que nem pó
É assim que se faz
E cobra a natureza
O homem fica frágil
Quando mostra sua fraqueza
Levante sua cabeça
Segue vai bola pra frente
Todos têm historias
Formamos a corrente
Todo sangue derramado
Aqui, não vai ser em vão
Seguimos nessa trilha
Vai pensando que ta bom
Paciência cautela
Os pretos aqui não têm pressa
A batida é dançante
Mais nem tudo aqui é festa
Sabemos onde estamos
E pra onde caminhamos
O mundo é um labirinto
Onde nos, nos encontramos
Famílias destruídas
Pela ambição da vida
Rimando nessa trilha
Pela sede de justiça
Cansei de ser tratado
Como coitado e capacho
Aqui é no is por no is
Na moral é o que eu acho
Você tem que dar valor
Quem ta na guerra sente a dor
Quando precisou
Us verdadeiro é quem trinco
Pelo bem pelo mal
Tem que chegar na moral
Se palavras os vagabundos
Os maloqueiros marginais.

Refrão 2x

Salve os verdadeiros
Salve os francos os guerreiros
Axé muita fé
Pra quem corre o tempo inteiro
Acreditando sempre
No que traz esperança
Une dune te
Tem sorriso de criança
Para os pequeninos
Quero paz e atenção
Uma palavra serta
Vale ouro doidão
Que Olha a minha face
Não enxerga o coração
Apaziguo as tretas
Pelo amor ta firmão
Minutos para o bem
Meditar pra ir além
Outro plano outro lado
Outra vida amém
Maomé  a montanha
Minha fé e a façanha
Se a caminhada é essa
Eu Vou sem presa na manha
Manhas no divã
A noite é bela eu sou fá
Água limpa tem que ter
Minha fruta maça
Saúde camponês
Sem palavras pra vocês
Tempo bom é chuva
E eu cantei to na vez
Que venham as vitórias
Eu sei quem tem historias
Quem construi  castelo
Sem deixar morrer as memórias
Sem contradição
Pro bem disposição
Sem ludibriar
Os pacatos do mundão
Diga quem tu és
Que eu direi quem sou
Lembrados em vida
Veja quem superou
Os leões do dia-dia
São vários todo dia
É no is, é no is mesmo
O extremo quem diria
Salve as tribos de um gueto
O nocaute de um preto
Sem palavras sem
Pra falar sou suspeito
Escravos de Jô
A liberdade é bem melhor
As ruas de terra
Não me fez ser o pior
Poemas num papel
Num presente tão cruel
Que não se envolveu
Mereceu mão aos céus
Unidos pela cor
Unidos pela dor
Sem palavras sempre
Ta com a gente quem provo
Sem maldade rindo
Num sábado curtindo
De sol ou de pingos
Nas manhas de domingo
Segundas pontuais
No trabalho bom rapaz
Sem palavras sempre
Eu vejo um povo a todo gás.

Refrão 2x
Sem palavras, Sem palavras
Sem
Sem palavras, Sem palavras
Sem, Sem





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Versão Popular





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form