Irmã de Cela

Grupo: Visão de Rua
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Eu vou invadir sua mente
Que nessa altura está confusa fraca e inconsciente
Irmã de cela
Baseada na realidade do nosso sistema carcerário
Podre e digno de pena

Esse é um fato ocorrido esclarecido é flagrante
Considerada culpada no ato dada a sentença
Seu desengano seis anos
Por trafico de entorpecentes
Não teme pela sua vida não família ou parentes
Independente na idade pelas idéias de vida
Um sonho de liberdade uma identidade fudida
Que cai em cana cara na cela com reincidente
A desvantagem ela sente na pele o fato é recente
Uma aliada internada no inicio foi sua sorte
Hoje na ilha de cobra vive convive com a morte
Mais uma realidade que na real só revela
Mais uma história sem glória e sem paz
Irmã de cela
Esse é o preço que eu pago por um passado mal vivido
Cheio de armas e drogas mortes e amores confundi
Eu sei que nada valeu e nesses anos de engano
Só dei desgosto aos meus pais decepção aos meus manos
Me diga o pai que é feliz quando tem a infelicidade
De ter a filha meu sendo algemada por policiais
Jogada na cela do medo e da impunidade
Da penitenciária e talvez de lá não sai
Nunca mais
Paz diante da desvantagem
Vejo no espelho o desgosto as marcas da pilantragem
É inevitável esquecer é o que se lembra pra sempre
Uma tatuagem marcada a base de ferro quente
Estou cara a cara com cobra criada e pra não ser devorada
Vou dar uma de bicho solto a treta vai ser pesada
Eu já nem sei mais como lidar com esta situação
A condicional por um fil minha mente está,perturbada
A uma mulher dependente do crime já experiente
A quem devo fé e gratidão
Por tantas e tantas vezes na prisão
Por consideração por mim fez tão pouco por ela
Minha aliada minha irmã de cela

Em uma cela vazia e fria revela parte de seus dias
Minha irmã de cela (2x)

Eu digo a realidade mas você não se define
Se a sua mente é confusa você é uma intrusa no crime
Que rouba os próprios amigos se envolve em tretas e drogas
Matou sua mãe de desgosto se entregou as bebidas
Enquanto você fracassa e assina o seu passaporte
Pra uma viagem sem volta embarca sentido a morte
É a pedra que te corrói é o pó que te faz perder a noção
Seu sono é profundo aqui fora só vai despertar na prisão
No banho de sol acerto de conta de mina drogada
Que sente na pele a rotina ficou de lado
O pátio lotado de extrema loucura e um baseado
Acalma minha mente
Meus nervos que estão gravemente abalados
O crime é pesado eu já to ciente
O meu sofrimento é interno
E desse inferno eu sou sobrevivente
Na realidade após muitos anos de dor e agonia
Não vou negar meu que um dia
Na cela o clima já foi diferente
A uma mulher dependente do crime já experiente
A quem devo fé e gratidão
Por tantas e tantas vezes na prisão
Por consideração por mim fez tão pouco por ela
Minha aliada minha irmã de cela
Em uma cela vazia e fria revela parte de seus dias
Minha irmã de cela (4x)





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Visão de Rua





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form