Gangasta é a Morte

Grupo: Voz Sem Medo
Álbum: [Desconhecido]
Não há video para essa música



Sonho de ser bandido

Acaba no dedo bem próximo a um beco escuro

Claro na presença de poucos

Aos olhos de todos que de mãos para o alto

Darão glórias a Deus

Na missa de sétimo dia

Nem a sua família rezará por você

No dia dois de Novembro

Seus amigos colados e flores nos braços limpeza no

tumulo

Ou simplesmente

Oi mano vim te ver

Você não é você

Você é simplesmente isso

É sujo, é podre, é lixo

É, ser o que não é

Falar o que não faz

Você se contradiz

Se mostra incapaz

(Não)

Não devo, não devo, não posso, não vou ficar calado

Vendo você na minha frente aí parado cantando

Tudo errado como esta letra imunda

(Filho da puta)

Eu vou falar a verdade, quem sabe você muda

Espaço, não transportei ninguém

Nunca teve coragem de dizer isso na sua cara

Não vou falar o meu nome, pois sei que sabe quem fala

(Voz Sem Medo)

Eu Chamas, Marola, Digelane estamos aqui

(Sim)

Para mostrarmos o outro lado da moeda

Que você sabe e vê, mas finge que não enxerga

Suas palavras imundas

Da sua boca sai merda

Se tivesse cérebro seria de uma ameba

Se liga então,

Gangsta, gangster noiado infelizmente ao seu lado

Vejo muitos seguidores otários que não conhecem o rap

E muito menos os seus valores

Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

Apenas te digo o que quero que ouça

Não me interrompa

Cale a boca

Você cria fatos que não são verdade

Pega na máquina de escrita e coragem

Não acredito

Puxa o gatilho

A não ser que tu seja um anticristo

Retrato falado vindo na testa

As minhas balas são as minhas idéias

Elas furam a pele

Perfuram os ossos

Percorrem o corpo, sem nenhum esforço param na mente

do crente ateu

Que não acreditava e no fim se fodeu

Apenas sim como resposta

Se você curte violência

Cai pra dentro e fecha a porta

Se liga bacana já sem sua grana faz tudo por grana

(Voz Sem Medo) Chamas, pergunto a você

Será que é capaz de tudo que diz

Rouba, estupra, mata, usa, passa

Tudo mentira parece piada

Mente pra porra nem disfarça

Quem foi que disse que rap é fodido, precisa ser

bandido?

Nunca matou

Nem quero que faça

Nunca foi preso

Nem quero que seja

Não por você, mas pelo movimento

Queima filme nojento!

Você copia tudo o que vem de fora será que não tem

coragem de contar a sua verdadeira história

Eu já não sei se te chamo de Easy It, 2 Pac, Snoop Dog

ou Dre

Violência traz morte

Acha que pode

Acabe primeiro com sua própria vida

Não siga tingindo

Mesmo ferido GOG já disse

Agora eu repito

Atitude não é dedo no gatilho

Drogas, armas, dinheiro

Não é este o nosso desejo

Eu fecho os meus olhos e ouço o que vejo

Vejo o futuro

Voz Sem Medo nas áreas

Grafite nos muros

Marola na roda

Break é foda

Hip Hop que eu saiba é estilo não é moda

Dois cabras no shopping se vêm em danceteria

Rap é rua é periferia

Uma coisa que vem lá de dentro do fundo do peito

Gente cabeça

Flak, redemoinho de vento

Objetivos iguais, queremos a paz



Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

Você faz tudo ao contrário

Não se cansa de ser um falsário

Com grana no bolso cada vez mais

Dreher na mente cigarro na mão

Jura pra todos poderoso chefão

Você está brincando de ser Alcapone

Aqui não é Chicago

Não se engane os Estados não são Unidos

Não temos feito o contrário de lá

Aqui quem sonega imposto de renda não fica fodido se

ainda está vivo

Gangster da sorte, gangster da morte quem mata e não

morre quem planta colhe

Gangster é a morte quem mata e não morre

Você é quem escolhe

Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

Muito mais pra ouvir se liga Voz Sem Medo ta na fita

Tem mais, tem mais

E atitude não é dedo no gatilho

Aí mano, o microfone é uma poderosa arma na luta

contra o sofrimento e a pobreza, não use esta arma

para exaltar a violência que só afeta a nossa grande

família, pode crer, se você quer fazer uma revolução

use os dedos e a cabeça, não para puxar o gatilho,

pegue papel e caneta e faça como nós, escreva. Aqui

quem fala é Voz Sem Medo: Chamas, Dejara, Digelane e

Marola. Estamos na fita.





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir

Veja mais letras e videos de

Voz Sem Medo





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form