Sempre Que Rezo

Grupo: Voz Sem Medo
Álbum: Se Você Quer Saber...
Ouça o som:   tocar tocar tocar



Senhor, muito obrigado por este dia que se inicia
Protegei a mim e a minha família
Me afaste dos olhos dos invejosos
E de todos aqueles que querem ver a minha derrota
Tirai de mim a pouca fé de Tomé e a covardia de Pedro
E me dê a sabedoria de Salomão e a força de Sansão
Para que eu possa lutar e vencer
As batalhas do dia a dia
Se fita é periferia, Voz Sem Medo está dentro
Somente a diretoria R-A-P consciente
Falando o necessário
Cantando pra nossa gente
Setor Veredas é a quebra
Morro, assalto, favela
VSM dá a letra
A 12 toda traçada
Assim funciona a polícia
A molecada acha bom
Então aumente o som
VSM reprime
Não incentiva o crime
Pelo contrário, ... a sorte te dão um toque
A 18ª está lotada
Não sou mazoquista, não gosto de levar porrada
Certo ou fodido?
Folgado, héroi ou bandido?
Você não define fica em cima do muro
Moleque infrator pinta o 7
Faz e acontece, mata e morre
As vezes nem isso
O castigo é a cadeira de rodas é foda
A sua mãe chora é grande a dor
As 5 horas desse o caixão
Terra na cara fecha a vala
Esfria, o dia se vai e você foi embora
Se eiste inferno eu não sei
Mas sei que a uma lei
Os 10 mandamentos, a força maior
O Senhor do universo
Que muitos esquecem quando se tem dinheiro
Saúde e sucesso
É só alegria, mas
Se a morte aproxima
O joelho dobra lembra de Deus na hora
Bate a agônia
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Mas é dificil
Quem mata não liga
Só perde quem morre
O filho sem pai
A mulher sem marido
Se é sorte ou azar muitos falam em destino
O rico eplora o pobre
Quem pode, pode
Se a preguiça domina se pode
Não ter coragem e nem amor próprio
O sistema é a causa da muleta e é a consequência
Não pára joga a peneira
Pra tudo há uma desculpa
Desempregado, falta dinheiro
O pai não assumiu
(Sumiu)
E a mãe é puta
Eu sei e creio que tudo posso naquele que me
fortalece
O Pão da Vida, mas
Tem coisas que nem Deus explica
O pé inchado desacordado na beira do meio-fio a luz do
dia
O Sol que esquenta a sua pele libera o suor pelos
póros
Apodrece sua alma
É só um vacilo
Sem camisinha o virus da AIDS se propaga
O câncer que não dá chance a quimioterapia
A fome que mata miliões de crianças todos os dias
Religiões diferentes, a guerra em nome de Deus
Se a fé move montanhas, a Terra é rica
Por que ser ateu?
O poder nas mãos erradas
Pensar em si próprio é vacilo na hora do voto
A mídia manipula e você não percebe
Boné aba reta, corrente de prata
Cyclone é a marca
Geraldo Naves generaliza no Barra Pesada
Não deixe seus filhos andar em má companhia
Verifique seus atos, seus olhos
Se falam gírias
Se troca a noite pelo dia
Se escuta rap, fala mau da polícia
Pergunta se sou da Ceilândia
Eu acho que são as roupas o jeito de andar e pá
Respondo que não minha quebra é mais longe é
Brazlândia
Perguntam o por que de tanta violência
Mente vazia oficina do diabo
Roleta russa, o primeiro a cheirar, a curiosidade
matou o gato
Que tem 7 vidas
Agora imagina você ou eu? eu?
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Mais tá difícil
A todo momento eu penso no que pode acontecer comigo
É foda mais tudo tem sua hora
Deus escreve certo por linhas tortas
A porta se fecha a janela é aberta
A morte que chega e uma vida disperta
Olho pra cima foguetes no céu e fome na Terra
Procuram a vida em Marte e aqui esplalham a miséria
Desafiaram Javé
Abalaram minha fé
Fizeram o que parecia impossível
Clonaram a ovelha, mas
Esqueceram de multiplicar os pães
Investimentos em guerras, tanques, bombas que custam
morte a milhões
Não há bem que sempre dure
Nem mau que nunca se acabe
Se as coisas não estão boas desejo sorte
Que tenha uma vida melhor após a morte
Crer no que não vê é um desafio
Só resta crer no que lê
Está tudo no livro ou dentro de cada um
Se não sabe, pergunta
Se aprendeu medicina
O mau se paga com o bem
O próximo pode é seu irmão
É difícil de acreditar
Do pó você surgiu
Pro pó você voltará
Assim segue o processo
As lágrimas da mãe que chora
O jovem preso a uma cadeira de rodas
O soro positivo que incomoda
O velho pedindo esmola
Castigo ou destino?
Só sei que é foda! (Foda)
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
Sempre que rezo
Peço a Deus, Deus
Que não me leve mais cedo
E nenhum amigo meu, meu
É mascote, o fim está próximo
Só não vê quem não quer
O frio cada vez mais frio
O calor cada vez mais quente
O tempo passa cada vez mais rápido
o homem cada vez com mais ambição de poder
A resposta, o por que
Está tudo no livro
Revelação, revelação
Temer a Deus e primeiramente
Amar o próximo como a si mesmo
Louvar o nome do Senhor
Louvado seja o nome do Senhor Jesus
Imperador do Céu e da Terra
Conhecedor de todos os segredos
SOS meu Deus
SOS
Salve nossas almas





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

Voz Sem Medo





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form