Medo

Grupo: X-Barão
Álbum: [Desconhecido]
Ouça o som:   tocar tocar tocar



No vale da sombra da morte eu encontrei (Medo)
Jogado na fornalha não me queimei (Medo)
Na cova dos leões eu reencontrei (Medo)
Mas hoje eu sou liberto e não tenho mais (Medo)
Não tenho mais (medo) não tenho mais (medo)
Medo, sentimento conhecido por muitos.
Eu sei qual que é sentimento obscuro
Fracos sem coragem se deixaram levar
O medo não perdoa só quer dominar
Medo de não talvez amanhecer mais
Medo que um dia não tenha mais paz
Faz por onde não se deixar levar
A vitória é sua sem medo de fracassar
Não se qual que é, mas ainda to de pé.
Esqueceu quem eu sou, o que vive pela fé.
X-Barão o guerreiro que aprendeu a enfrentar
Medo nunca mais minha cara é lutar
* Só não tenho poder contra os servos de Deus
Porque raça ou idade bobeou me conheceu
* Sou fruto do meu mestre, o senhor da maldade
Senhor das sombras e da desigualdade.
Refrão:
No vale da sombra da morte eu encontrei (Medo)
Jogado na fornalha não me queimei (Medo)
Na cova dos leões eu reencontrei (Medo)
Mas hoje eu sou liberto e não tenho mais (Medo)
Não tenho mais (medo) não tenho mais (medo)
E aí trutão que prazer em te rever
Faz mó cara hein, mó saudades de você.
Mas fica calmo eu só to aqui de passagem
Que foi já ta tremendo, cadê a coragem?
Ela te abandona nas horas que precisa
E ainda cê diz que ela é sua amiga
Mas aí pode crê melhor ela do que eu
Nós dois juntos não tem como ficar entendeu
Te pego até nas horas que você ta doente
Se você fraquejar é tudo meu daqui pra frente
Comando as atitudes, seus passos, sua fala.
Espero a dona da morte ela tarda mais não falha
* Só não tenho poder contra os servos de Deus
Porque raça ou idade bobeou me conheceu
* Sou fruto do meu mestre, o senhor da maldade
Senhor das sombras e da desigualdade.
Refrão:
No vale da sombra da morte eu encontrei (Medo)
Jogado na fornalha não me queimei (Medo)
Na cova dos leões eu reencontrei (Medo)
Mas hoje eu sou liberto e não tenho mais (Medo)
Não tenho mais (medo) não tenho mais (medo)
Da licença, saí pra lá coisa ruim.
Me deixou todo cabreiro falando assim
* Conheço seu medo, aliás, ele sou eu.
Controlo os seus pensamentos ou já se esqueceu?!
Não não, não me esqueci, e como poderia
Época ruim de muita agonia
Mas aí desencarna bem longe daqui
Morri pelo seu nome e por Cristo renasci
*Acredite se quiser, mas ainda to aqui.
Pode falar besteira eu não vou ouvir
Já falei de onde eu venho, qual é a minha história.
Sem querer interromper, já chegou tua hora
* Só não tenho poder contra os servos de Deus
Porque raça ou idade bobeou me conheceu
* Sou fruto do meu mestre o senhor da maldade
Senhor das sombras e da desigualdade
Refrão:
No vale da sombra da morte eu encontrei (Medo)
Jogado na fornalha não me queimei (Medo)
Na cova dos leões eu reencontrei (Medo)
Mas hoje eu sou liberto e não tenho mais (Medo)
Não tenho mais (medo) não tenho mais (medo)





Tem erros na letra? Clique aqui para corrigir


Esse video não é dessa música? Clique aqui para nos informar

Veja mais letras e videos de

X-Barão





Publicidade



Rap Nacional? Tá no lugar certo! © 2011 Rap Na Veia. Design originalmente por: spyka webmaster (www.spyka.net) XHTML e CSS validados

Feedback Form